PUBLICIDADE
Topo

Cantor gospel suspeito de aplicar golpe de R$ 340 mil em grifes é preso

Cantor gospel André Santos é suspeito de dar golpes em lojas de luxo no DF - Reprodução: Instagram
Cantor gospel André Santos é suspeito de dar golpes em lojas de luxo no DF Imagem: Reprodução: Instagram

Colaboração para Splash

25/10/2021 15h07Atualizada em 25/10/2021 16h55

O cantor gospel André Luís dos Santos Pereira, de 35 anos, foi preso por agentes do 6º Batalhão da Polícia Militar de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, na última sexta-feira (22). Ele é suspeito de aplicar um golpe de R$ 340 mil em marcas de luxo no Distrito Federal, além de já ter sido condenado pela justiça brasiliense por participação na máfia dos concursos.

A prisão aconteceu durante uma abordagem feita pelos policiais nas ruas do bairro Rudge Ramos. Quando os agentes foram averiguar os documentos do cantor, eles constataram que o artista é procurado pela Polícia Civil do Distrito Federal.

Entre as marcas vítimas do golpe de André estão Prada, Gucci e Burberry. Segundo a polícia, o golpe era aplicado com a ajuda de outras duas pessoas: Carlos Roberto Saraiva Júnior e Tiago Barbosa de Miranda — os três foram indiciados e responderão por associação criminosa e estelionato.

Conforme a investigação, eles solicitavam atendimento especial, em que o vendedor precisava ir a um endereço fora das lojas para apresentar as peças. Lá, André escolhia os produtos e um comparsa, que se dizia responsável pelo pagamento, simulava uma transferência bancária para a conta da loja. No momento do ato, os vendedores não percebiam o golpe, que só era constatado no dia seguinte. O valor de R$ 340 mil foi gasto com ternos, camisas, calças, sapatos e cintos.

André Luís dos Santos Pereira já foi condenado pela Justiça do Distrito Federal a 3 anos e 5 meses de prisão em regime semiaberto no âmbito de uma investigação sobre fraudes em concursos na capital federal, por atrair clientes para o esquema.