PUBLICIDADE
Topo

Pedro Antunes: 'Multishow tirou da Ludmilla um lugar que era dela'

Colaboração para Splash, em São Paulo

22/10/2021 15h21

Ludmilla foi esquecida pelo "Prêmio Multishow 2021" nas principais categorias e seu boicote, ao anunciar que recusou o convite para se apresentar no evento, ainda repercute no mundo da música.

Zeca Camargo, apresentador do Splash Show, considera que a cantora foi sacaneada pelo Multishow uma vez que foi uma das artistas de maior destaque no último ano, com diversos lançamentos.

Para Pedro Antunes, colunista do Splash, a indicação de "Cantora do Ano" foi roubada da cantora.

Tiraram dela um espaço que ela merecia ocupar. Ludmilla vêm de uma ascensão musical que é de dar aula. Ela saiu do funk e hoje chega a fazer um álbum de pagode, além de sessões com outros artistas, como Gloria Groove, também apagada do prêmio.

Ismael Carvalho, convidado do Splash Show, conta que após conversa de Ludmilla com o Multishow, a emissora se comprometeu a ampliar suas ações de diversidade.

Eles falaram que entenderam o posicionamento dela e que vão criar um coletivo para pensar em mais representatividade para a premiação de 2022.

Ainda de acordo com Ismael, o boicote feito pela cantora é um movimento recorrente no exterior, principalmente nos Estados Unidos, onde os artistas protestam diante da invisibilidade das minorias sociais nas premiações.

Lá fora as premiações não olham para os negros e para a comunidade LGBTQIA+. Os artistas de lá falam, boicotam. Aqui no Brasil isso não acontece muito, então foi bom a Ludmilla ter feito isso e falado por tantos.