PUBLICIDADE
Topo

Leão Lobo diz que morte de Elis Regina 'o intriga até hoje'

Leão Lobo, Elis Regina - Reprodução/Instagram/Divulgação
Leão Lobo, Elis Regina Imagem: Reprodução/Instagram/Divulgação

Colaboração para Splash, em São Paulo

19/10/2021 18h00

O apresentador Leão Lobo contou para a jornalista e colunista do jornal O Dia, Fábia Oliveira, que foi muito amigo de Elis Regina na metade da década de 70 e até hoje, ele não aceita a morte da cantora, aos 36 anos, em 1982.

Ela foi encontrada desacordada em casa pelo namorado Samuel MacDowell e morreu em seguida. O laudo do Instituto Médico Legal divulgou que a causa da morte teria sido intoxicação por cocaína e álcool.

"Eu fui entrevistá-la uma vez e nós acabamos ficando muito amigos desde então. Era amigo de frequentar os camarins dos shows dela e de sair para jantar", iniciou o apresentador.

"Uma vez, durante um desses jantares, ofereceram uma cervejinha e ela recusou. Elis disse que se tomasse a cerveja ficaria péssima e trocou a bebida por um suco ou refrigerante, não me lembro direito. Mas, isso me deixa perplexo e me intriga até hoje. Como um ano e meio depois, uma pessoa que não bebia, morre como uma alcoólatra e drogada? Não entendo", finalizou Leão Lobo.