PUBLICIDADE
Topo

Por Onde Anda

Contamos a história de artistas que foram famosos e estão afastados do mundo do entretenimento, investindo em uma outra carreira, ou vivendo em outro país.


Atriz de 'O Clone', descoberta por Huck, largou TV para cuidar de mulheres

Viviane Victorette tinha 22 anos quando atuou na novela "O Clone" - Reprodução/Instagram
Viviane Victorette tinha 22 anos quando atuou na novela "O Clone" Imagem: Reprodução/Instagram

Lucas Pasin

De Splash, no Rio

14/10/2021 04h00

Ela foi escolhida no palco do "Caldeirão do Huck" para viver a personagem Regininha da novela "O Clone", que ganhou nova exibição na TV Globo desde a semana passada, 20 anos após a estreia. Viviane Victorette, 42 anos, dedicou boa parte da vida profissional à arte e aos holofotes, chegou a estampar uma edição da revista "Playboy", fez mais novelas na Globo e SBT, mas seguiu guiada por outra paixão: a psicologia. Atualmente, vivendo no Rio, está se especializando em psicologia jurídica e escolheu focar no atendimento às mulheres.

No folhetim de Glória Perez, Regininha era a melhor amiga de Mel, vivida por Débora Falabella, e tinha problemas com drogas. Viviane, que assiste à reexibição da novela ao lado da filha, Julia, de 12 anos, comemora se ver novamente na TV em uma trama com discussões tão importantes:

Fiquei muito feliz com a volta de 'O Clone', uma novela tão rica e com apelos tão importantes, como foi a questão da campanha sobre drogas e as lutas e dores de um dependente químico. Sempre me falam nas ruas sobre a Regininha e eu fico contente. Me joguei nesse trabalho. Adorei fazer uma personagem intensa e sou só gratidão a Glória Perez.

Vencedora de um concurso no "Caldeirão do Huck", a atriz — que já na adolescência fazia peças de teatro e campanhas publicitárias — aponta que valeu a pena deixar sua cidade natal, Fortaleza, no Ceará, para viver no Rio de Janeiro atrás de um sonho:

O concurso no Caldeirão foi uma grande oportunidade. Me lembro de ter sido muito acolhida pelo programa, pelo Luciano [Huck] e por toda a equipe. Sou grata a ele. Era a chance de mostrar o trabalho, e no meu caso deu muito certo.

Viviane Victorette também estampou capa da "Playboy" em 2005 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Viviane Victorette também estampou capa da "Playboy" em 2015
Imagem: Reprodução/Instagram

'Foi difícil fazer a Playboy'

Depois de "O Clone", Viviane participou da novela "Jamais Te Esquecerei" (2003) no SBT, retornou à Globo para uma participação em "Carga Pesada" e depois para uma nova personagem na novela "América" (2005). Foi nesta época, com um papel mais sensual na TV, que foi convidada para estampar um ensaio nu na revista "Playboy".

Viviane fez o trabalho, mas assume que não foi fácil fotografar sem roupa:

Foi bem difícil fazer a revista. Assinar foi tranquilo, mas na hora das fotos a coisa muda. A sorte é que eu estava cercada de uma equipe maravilhosa e confiava muito neles. Financeiramente foi bom, mas é preciso estar com a cabeça muito boa já que a exposição é grande. Fiz porque tinha coerência com aquele momento. A Ju [personagem de "América"] era mais sensual. Não faria a revista na época da Regininha.

Ainda na TV, Viviane participou de "Duas Caras" (2007), "Insensato Coração" (2011), "Flor do Caribe" (2013) e teve uma última participação em "Malhação: Seu Lugar no Mundo" (2015), quando viveu uma "ficante" de Uodson, vivido por Lucas Lucco. "Ele é um ótimo profissional, foi algo bem bacana", relembra.

Viviane Victorette agora está se especializando em psicologia jurídica - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Viviane Victorette agora está se especializando em psicologia jurídica
Imagem: Reprodução/Instagram

A psicologia jurídica

Viviane se formou em psicologia em 2019, trabalhou com atendimentos online e deu consultas numa clínica de nutrologia e medicina esportiva. Porém, decidiu focar na psicologia jurídica, priorizando o atendimento às mulheres. Ela explica o que a motivou:

Atender as mulheres é a minha forma de contribuir para a eliminação de qualquer forma de violência contra a mulher. A demanda de vítimas de violência física e psicológica no Brasil e grande, e na pandemia só cresceu.

Será que um dia veremos Viviane novamente na TV?

Uma profissão não impede a outra. Amo atuar, mas sempre quis me formar em psicologia. Espero um dia repetir uma parceria com a Gloria, uma mulher que tenho muita admiração.

Viviane Victorette foi escolhida para "O Clone" após concurso no Caldeirão do Huck - Reprodução/Globo - Reprodução/Globo
Viviane Victorette foi escolhida para "O Clone" após concurso no Caldeirão do Huck
Imagem: Reprodução/Globo