PUBLICIDADE
Topo

Acidente? Os mistérios sobre a morte da atriz Brittany Murphy após 12 anos

Brittany Murphy em 2009 durante evento em Los Angeles (EUA) - Jean Baptiste Lacroix / WireImage
Brittany Murphy em 2009 durante evento em Los Angeles (EUA) Imagem: Jean Baptiste Lacroix / WireImage

De Splash, em São Paulo

13/10/2021 04h00

"O que aconteceu com Brittany Murphy?" traz os mistérios que envolvem a morte da atriz em 2009. O documentário, que será lançado amanhã na plataforma HBO Max, aponta detalhes sobre os últimos dias da artista e, além dos depoimentos relatados, pode mostrar novas informações sobre o caso.

Brittany Murphy morreu em 20 de dezembro, aos 32 anos, vítima de uma pneumonia e intoxicação por drogas combinadas, informou a polícia na época. "A morte foi tão bizarra e há tantas reviravoltas", comentou o produtor executivo do documentário, Buddy Day, em publicação da People.

O que disse a perícia

A jovem artista desmaiou no banheiro de sua casa em Hollywood após lutar contra sintomas semelhantes aos da gripe por dias.

A perícia concluiu em 2010 que a morte de Brittany Murphy foi causada por uma pneumonia não tratada combinada com anemia e intoxicação por drogas. Nenhuma substância ilegal foi identificada no organismo.

As drogas encontradas eram componentes de remédios utilizados sem prescrição médica e de venda livre. Entre eles estavam medicamentos para um resfriado e analgésicos.

A investigação concluiu que a morte de Brittany foi acidental, mas o assunto voltou a ser discutido pela imprensa norte-americana após a morte do marido, Simon Monjack, cinco meses depois.

Em 2013, o pai da atriz revelou que Brittany havia sido envenenada, mas a mãe dela negou a informação.

Porém, na série documental do Discovery Channel "Brittany Murphy: An ID Mystery", de 2018, o patologista forense Cyril Wecht indicou que a atriz pode realmente ter sido envenenada.

"Onde estava sua mãe, seu marido? Por que ela não recebeu cuidados médicos adequados? Eu fiquei simplesmente intrigado com tudo isso", afirmou o especialista para a emissora.

Brittany Murphy em cena de "O Sabor de uma Paixão" (2008) - Divulgação - Divulgação
Brittany Murphy em cena de "O Sabor de uma Paixão" (2008)
Imagem: Divulgação

Relacionamento com o marido

O relacionamento com o roteirista é um dos pontos misteriosos quando o assunto é a morte de Brittany Murphy. Segundo os laudos oficiais, ele morreu pelas mesmas causas que a atriz.

Depoimentos de familiares de Brittany Murphy abordam a relação no documentário, trazendo detalhes sobre como Mondjack tratava a artista. Quem também traz histórias sobre o passado do roteirista é a ex-noiva dele, Elizabeth Ragsdale.

Ela afirma ter sido abandonada pelo então noivo quando estava no quarto mês de gravidez, em Nova York. "Ele desligou na minha cara", conta ela sobre uma tentativa de encontro na cidade norte-americana.

"Ele era um indivíduo perturbado e que estava acostumado a enganar as pessoas. Brittany foi uma de suas últimas vítimas", afirmou Cynthia Hill, diretora do documentário, à People. Monjack se casou com a atriz em maio de 2007.

No projeto, familiares e amigos da artista ainda usaram o termo "sociopata" para descrever o ex-noivo dela.

O roteirista Simon Monjack e a atriz Brittany Murphy - Andreas Branch/Patrick McMullan/Getty Images - Andreas Branch/Patrick McMullan/Getty Images
O roteirista Simon Monjack e a atriz Brittany Murphy
Imagem: Andreas Branch/Patrick McMullan/Getty Images

Os últimos meses de Brittany Murphy

"O que aconteceu com Brittany Murphy?" mostra ainda o depoimento da maquiadora Trista Jordan, que trabalhou com a atriz em "Algo Maligno", último filme da artista.

"Seus olhos estavam fundos e ela parecia tão triste", afirmou Jordan ao destacar que a aparência de Brittany nos últimos meses de vida era "alarmante".

"Ela não conseguia ser ela mesma. Estava com muita dor. As pernas bambeavam e ela não conseguia permanecer de pé", completou a maquiadora no relato.

Eu concordei em fazer este documentário porque acho uma pena que a vida e carreira promissora de Brittany tenham sido eclipsadas pelas circunstâncias de sua morte. Acho que é importante celebrar o talento de Brittany enquanto lutamos para explicar as trágicas circunstâncias da morte dela e de Simon.
Cynthia Hill, diretora do documentário, em contato com a revista People

A carreira de Brittany Murphy se tornou promissora em Hollywood após as atuações em "As Patricinhas de Beverly Hills" (1995) e "Garota Interrompida" (1999).

Cher (Alicia Silverstone), Dionne (Stacey Dash) e Tai (Brittany Murphy) formaram um trio de amigas divertido em "As Patricinhas de Beverly Hills" (1995)  - Reprodução/IMDB - Reprodução/IMDB
Cher (Alicia Silverstone), Dionne (Stacey Dash) e Tai (Brittany Murphy) formaram um trio de amigas divertido em "As Patricinhas de Beverly Hills" (1995)
Imagem: Reprodução/IMDB