PUBLICIDADE
Topo

Fã de Tarantino e sucesso em reality: quem é Jung Hoyeon, de 'Round 6'

Jung Hoyeon é a jogadora número 067 em "Round 6" - Divulgação/Netflix
Jung Hoyeon é a jogadora número 067 em 'Round 6' Imagem: Divulgação/Netflix

Laysa Zanetti

De Splash, em São Paulo

07/10/2021 13h36

Dona do título de atriz coreana com mais seguidores no Instagram, a modelo Jung Hoyeon roubou a atenção e alguns corações em "Round 6". O novo sucesso internacional da Netflix a fez saltar de 400 mil seguidores para 16 milhões, na data desta publicação.

Na série, ela interpreta a competidora Número 067, ou Kang Sae Beyok. Desertora da Coreia do Norte, ela chamou a atenção dos fãs por seu destaque e sua força em meio ao jogo perigoso e mortal.

Mas antes de estrear como atriz (e logo na série do momento da Netflix!), Jung já vinha construindo uma carreira em ascensão em outro lugar: nas passarelas de moda.

Carreira de modelo

Jung Hoyeon em 2016, na New York Fashion Week - Peter White/Getty Images - Peter White/Getty Images
Jung Hoyeon em 2016, na New York Fashion Week
Imagem: Peter White/Getty Images

Nascida em 23 de junho de 1994, Jung surgiu na mídia na quarta temporada do programa "Korea's Next Top Model", que foi ao ar em 2013. Ela ficou em segundo lugar na competição, perdendo para Shin Hyun-ji. Desde então, sua notoriedade apenas cresceu.

Mesmo antes da série e do sucesso global, a atriz e modelo já vinha construindo uma reputação positiva dentro da indústria fashion. Em 2015, quando ela conquistava seu lugar como uma das top models mais requisitadas de Seul, a revista Vogue norte-americana já havia cravado:

Ela será a próxima garota coreana a explodir fora do país.

E não errou, né?

Jung Hoeyon cresceu no bairro Myeonmok-dong, na periferia de Seul, e ingressou na carreira de modelo entre os 15 e 16 anos, vendo ali uma forma de se sustentar economicamente. Cogitando qual profissão escolher, ela chegou à ideia de investir nas passarelas com um pensamento simples —mas que deu certo:

Eu sou alta, então por que não dar uma chance à carreira de modelo?

Em 2012, após alguns anos de entrevistas em agências que não deram resultado positivo, ela resolveu tentar a sorte ligando para a badalada agência ESteem Models, e assinou contrato na primeira entrevista. Foi depois disso que foi escalada para o reality, e foi crescendo com seu aparente bom humor, que fotógrafos definem como "magnético" e "charmoso".

Eu achava que não deveria ser uma dessas modelos com uma pele e um rosto perfeitos. Eu deveria ser uma modelo cheia de boa energia e talentos diferentes, contou em entrevista à Models.com

Jung é destaque no episódio 6 da série 'Round 6' - Netflix/Divulgação - Netflix/Divulgação
Jung é destaque no episódio 6 da série 'Round 6'
Imagem: Netflix/Divulgação

O estrelato

A partir do "Korea's Next Top Model", Hoyeon começou a trabalhar com grandes marcas, que impulsionaram o lançamento de sua carreira num contexto global. Em 2016, após tingir os cabelos de vermelho, ela fechou um acordo para sua estreia internacional, que aconteceu em 2017. Jung participou da abertura da cerimônia de primavera da Semana de Moda de Nova York:

Naquela temporada, eu havia conseguido uma exclusiva, que foi cancelada. Acontece, mas foi a minha primeira vez, então eu fiquei feliz quando descobri que faria a exclusiva. Então, me confirmaram na abertura logo em seguida, e esse foi meu primeiro show internacional, revelou ao Models.com

Desde então, ela passou a ser queridinha de grandes grifes. Marc Jacobs, Rag & Bone, Alberta Ferretti e Fendi se interessaram por ela, antes de Jung surgir em Paris como o rosto da Louis Vuitton logo em seguida, ainda no mesmo ano.

A grife, aliás, já anunciou uma nova parceria com a coreana, que assume o posto de embaixadora global para moda e joalheria.

Das passarelas à ficção

Apesar de "Round 6" ser o seu primeiro grande projeto de ficção, Jung há havia participado de alguns videoclipes musicais antes da série, e havia revelado em entrevista que atuar era seu grande sonho.

Eu gostaria de tentar alguma história de ação, porque eu amo os filmes de Quentin Tarantino. Amo as cenas de mulheres lutando em uniformes legais, e na indústria da moda nós sabemos fazer as roupas parecerem legais. Acho que 'Kill Bill' é um ótimo filme que mistura moda e drama.

Amizade no Blackpink

Não bastasse o sucesso na Netflix e nas passarelas, Jung ainda chamou atenção por sua amizade com Jennie, integrante do grupo Blackpink.

Jennie ficou muito feliz por mim quando contei a ela que havia sido escalada na série. Ela mandou um carrinho de café para o set, e torceu por mim até mesmo publicando nas redes sociais, contou Jung em entrevista para o Herald Pop.

"Ela até nos visitou nas filmagens. Foi muito legal!", completou o protagonista da série, Lee Jung-jae, para a Netflix Coreia.