PUBLICIDADE
Topo

Shakira, Elton John e Ringo Starr: Famosos com empresas em paraísos fiscais

Shakira e Elton John são algumas das personalidades citadas no "Pandora Papers" - Reprodução: Instagram
Shakira e Elton John são algumas das personalidades citadas no "Pandora Papers" Imagem: Reprodução: Instagram

Colaboração para Splash*

03/10/2021 16h14

O ícone da música pop Elton John, a diva Shakira e o ex-Beatles Ringo Starr são algumas das personalidades que aparecem em uma super investigação jornalística sobre famosos e líderes políticos com empresas em paraísos fiscais.

Intitulada "Pandora Papers", a investigação, liderada pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ, na sigla em inglês), analisou cerca de 11,9 milhões de documentos confidenciais. Entre os citados, estrelas da música, da moda, presidentes de países e até ministros de estado, a exemplo do atual chefe da Economia do Brasil, Paulo Guedes, membro do primeiro escalão do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Shakira aparece na lista com três negócios registrados nas Ilhas Virgens Britânicas, na região do Caribe, situada na América do Norte. As empresas pertencentes à artista colombiana são a Light Productions Limited, a Light Tours Limited e a Titania Management Inc. — todas as três companhias foram abertas em abril de 2019 e a equipe da cantora nega qualquer irregularidade.

À imprensa, eles informaram que a opção pelas Ilhas Virgens Britânicas deve-se a uma "questão puramente operacional e comercial", além de negar qualquer tentativa de obter "vantagem ou benefício fiscal".

Igual a Shakira, Elton John também possui uma série de empresas no território caribenho. No total, são 10 companhias e seu marido, David Furnish, é citado como diretor em todas elas.

À investigação, Elton John afirmou que todas as suas 10 empresas localizadas nas Ilhas Virgens Britânicas são tributadas no Reino Unido, onde ele e o marido residem, e não foram usadas como forma para obter redução de impostos.

Ringo Starr, ex-baterista do icônico grupo Beatles, aparece na investigação do ICIJ por ter fundado duas empresas nas Bahamas, na América Central. As companhias eram usadas para o músico adquirir imóveis. Starr optou por não responder aos questionamentos feitos pela investigação jornalística.

Por fim, a modelo Claudia Schiffer também aparece como detentora de negócios nas Ilhas Virgens Britânicas. Nos documentos, porém, ela é citada por seu nome de casada, Claudia De Vere Drummond. Questionada sobre o assunto, os representantes da top afirmaram que ela não sonega impostos e todos os seus tributos estão em dia no país em que vive, o Reino Unido.

Para a justiça, possuir negócios em países diferentes do local onde mantém residência fixa não é ilegal, desde que esses negócios sejam devidamente declarados ao fisco de onde o proprietário mora.

Shakira fraudou R$ 97 milhões em impostos, diz receita federal

Há alguns meses o nome da cantora Shakira é citado pela Agência Tributária da Espanha que acusa a artista de fraudar 14,5 milhões de euros (R$ 97 milhões) em impostos entre os anos de 2012 e 2014.

Em sua defesa, a artista alega que, na ocasião, ela não morava no país e, portanto, não deveria ser obrigada a pagar impostos ao governo espanhol. Esse argumento, entretanto, foi refutado pelos técnicos do órgão, que atua de forma similar a Receita Federal no Brasil.

Shakira é acusada desde o ano passado de manter mais de 10 empresas de fachada em paraísos fiscais, como as Ilhas Virgens Britânicas e as Ilhas Caymã, como forma de se livrar dos impostos na Espanha, onde reside atualmente ao lado do marido, o jogador de futebol Gerald Piqué, e os filhos.

*Com informações do El País Brasil