PUBLICIDADE
Topo

Banda de dono da Prevent Senior anuncia fim; CPI 'afastou' músicos

Eduardo Parras (centro) era o vocalista do Armored Dawn e também responsável técnico e sócio da Prevent Senior - Divulgação
Eduardo Parras (centro) era o vocalista do Armored Dawn e também responsável técnico e sócio da Prevent Senior Imagem: Divulgação

De Splash, em São Paulo

01/10/2021 10h27Atualizada em 04/10/2021 16h14

A banda Armored Dawn anunciou o seu fim em um comunicado divulgado ontem, assinado por todos os integrantes.

O grupo era liderado pelo vocalista Eduardo Parrillo, sócio e médico apontado como responsável técnico da Prevent Senior. A rede de hospitais é investigada pela CPI da Covid sob acusação de esconder que pacientes morreram de covid-19 e ameaçar funcionários que denunciaram irregularidades.

No comunicado, Rafael Agostino, Timo Kaarkoski, Tiago de Moura, Heros Trench e Rodrigo Oliveira afirmam que nunca mantiveram vínculo político enquanto integrantes da Armored Dawn.

O Armored Dawn sempre foi uma banda de rock formada por músicos com mais de 30 anos de estrada. Não toleramos qualquer preconceito, discurso de ódio e não temos qualquer tipo de vínculo político. Informamos que a banda está encerrando suas atividades. Comunicado do Armored Dawn

Splash apurou que o envolvimento da Prevent Senior, rede em que Eduardo é sócio, na CPI da Covid fez a banda se afastar das atividades e esperar a resolução do caso para fazer novos lançamentos.

Nas redes sociais, o perfil da banda não está mais disponível e nem o site oficial.

Na quarta-feira (29), o festival Knotfest Brasil comunicou que a banda não tocaria mais no evento, conforme estava anunciado na line-up, em dezembro de 2022.

Um dia antes, em depoimento à CPI da Covid,a advogada Bruna Morato representou 12 médicos que fizeram denúncias contra a Prevent Senior. Ela reafirmou que a operadora de saúde implementou uma política interna de "coerção", e que os profissionais de saúde acabaram receitando o chamado "kit covid" por medo de sofrerem retaliações, inclusive demissão.

A advogada disse ainda que s médicos da operadora de saúde eram obrigados a cantar o hino da empresa em alguns eventos. Nas ocasiões Eduardo e Fernando Parrillo, que são também músicos da banda Doctor Pheabes, tocavam a música, enquanto os profissionais cantavam.

Ontem, o músico Fernando Quesada anunciou o seu afastamento da banda antes mesmo do comunicado ser divulgado. Quesada disse que focaria na música e que torcia para que "tudo se resolva da melhor maneira".

Quando acontecem questões que fogem do nosso controle dentro de projetos que estamos envolvidos, precisamos tomar decisões que não esperávamos para podermos continuar seguindo e fazendo o que amamos, preservando também aqueles que estão em volta trabalhando diariamente para conseguirem viver e realizar os seus sonhos. Fernando Quesada

Ele não participou da decisão sobre o final das atividades.

Em conversa com Splash, Fernando Quesada contou que decidiu sair antes de qualquer decisão dos demais integrantes. A espera sobre o caso era uma maneira de preservar os músicos, segundo ele.

Não fizemos absolutamente nada desde que começou até para preservar todos os envolvidos, até porque na banda tem muitos músicos que vivem da música. Era para preservar todo mundo enquanto nada se resolvia e tentava entender o que estava acontecendo. A gente se via, tocava junto, mas não estávamos em atividade. Na banda a gente não é médico, advogado, juiz, estávamos lá por amor à música e esperávamos se resolver. Fernando Quesada

A Armored Dawn conta com três álbuns lançados: "Power of Warrior" (2016), "Barbarians In Black" (2018) e "Viking Zombie" (2019).

Fernando Parrillo, irmão de Eduardo e CEO da empresa, também se apresenta como guitarrista em outra banda dos donos da empresa, a Doctor Pheabes.

Errata: o texto foi atualizado
O Armored Dawn tem três álbuns lançados na carreira. O texto foi corrigido.