PUBLICIDADE
Topo

Músico que desapareceu após show é encontrado após 11 dias, no Rio

O músico e cantor Johnny Alves da Silva Dias, de 29 anos, foi encontrado "desnorteado" em área de venda de drogas no RJ - Reprodução/Instagram
O músico e cantor Johnny Alves da Silva Dias, de 29 anos, foi encontrado "desnorteado" em área de venda de drogas no RJ Imagem: Reprodução/Instagram

Aliny Gama

Colaboração para Splash

29/09/2021 08h44Atualizada em 29/09/2021 09h39

O músico e cantor carioca Johnny Alves da Silva Dias, de 29 anos, que estava desaparecido havia 11 dias, foi encontrado vivo na noite desta segunda-feira (27), no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela família, que fazia campanha para tentar localizá-lo há mais de uma semana. Johnny tinha sido visto pela última vez no dia 17, após um show com o seu grupo musical QA+, no Takada Carioca Sport Bar, no Jardim Botânico, zona sul da cidade.

Um comunicado nas redes sociais do músico, assinado pela mãe dele, Marilene Alves de Oliveira, afirma que o jovem já está em segurança e esclarece que ele estava em uma área frequentada por usuários de crack na região da Gamboa, no centro do Rio de Janeiro. Segundo ela, o jovem foi encontrado "totalmente desnorteado" e "perdido de si mesmo".

Venho me desculpar se causei qualquer detrimento a todos, mas como mãe, apenas quis ter a oportunidade de achá-lo com vida e poder-lhe prestar os cuidados necessários
Marilene Alves de Oliveira, mãe do músico

A família chegou a fazer um Registro de Ocorrência na 58ª Delegacia de Polícia, em Posse, sobre o desaparecimento. As últimas pessoas que tiveram contato com o cantor chegaram a prestar depoimento à polícia para que investigadores descobrissem o que aconteceu. Integrantes da banda de pagode em que ele canta informaram que ele foi deixado, com R$ 40, em um ponto de ônibus para ir para casa, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Desde então, familiares não conseguiam contato com o rapaz e chegaram a peregrinar por hospitais, Instituto Médico Legal Central e favelas para tentar localizá-lo.

Johnny Dias trabalha como barbeiro durante a semana, mas havia três meses que começou a trabalhar aos fins de semana como vocalista do grupo QA+. Sem respostas, familiares vinham realizando campanha com divulgação de fotos e a roupa que ele estava usando no dia do desaparecimento para ajudar a localizá-lo.

Agradeço aos familiares, amigos e colegas e todos que foram empáticos para que essa mãe conseguisse encontrá-lo com vida. Devo ressaltar, como principal, o grupo QA+, destacando o percussionista Binho, que não mediu esforços para que o Johnny fosse encontrado em segurança e pudesse receber ajuda de seus familiares

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, segunda-feira foi dia 27, e não 29. O conteúdo foi corrigido.