PUBLICIDADE
Topo

Documentário de 'La Casa de Papel' revela segredos dos bastidores da série

Máscara usada em 'La Casa de Papel'
Máscara usada em 'La Casa de Papel'
Divulgação

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

11/09/2021 04h00

A primeira parte da última temporada de "La Casa de Papel" chegou à Netflix e, com apenas cinco episódios, já deu para maratonar tudo! Com a segunda parte apenas em dezembro, a boa notícia é o documentário "La Casa de Papel: De Tóquio a Berlim", com 50 minutos sobre os bastidores do novo ano.

O título conta os segredos da produção e revela detalhes que o público não sabia sobre a série.

Splash já assistiu e reuniu as principais curiosidades. Como se trata dos episódios da nova temporada, falaremos de muitos spoilers, então cuidado!

Continua depois da publicidade
Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Inimigos da ação

A nova temporada de "La Casa de Papel" traz muita ação, com explosões e tiros o tempo todo. No entanto, segundo o documentário, os atores detestavam gravar essas cenas.

Algumas sequências chegaram a demorar mais de duas semanas para serem feitas, o que cansou bastante o elenco.

Não é divertido. É muito difícil, tedioso e repetitivo.
Miguel Herrán, o Rio da série

Machucado Verdadeiro

Mesmo com toda a preparação e cuidado da produção, um pequeno acidente aconteceu: durante uma briga, Hovik Keuchkerian, o Bogotá, abriu um corte em José Manuel Poga, o Gandía.

O ator levou três pontos no ombro, que foram feitos pela equipe médica presente nas gravações.

Tamara Arranz/Netflix - Tamara Arranz/Netflix
Imagem: Tamara Arranz/Netflix
Continua depois da publicidade
Era para ser uma faca de mentira, mas era de verdade.
Hovik Keuchkerian

Nasceu!

Um dos momentos mais esperados da série era o nascimento do bebê na Inspetora Sierra (Najwa Nimri), e ele finalmente aconteceu: ela dá à luz uma menina chamada Victoria.

Para o momento, foi usado uma espécie de robô bastante realista, que mexia os membros e era feito de silicone.

Prótese

Quem acabou fazendo o parto foi o Professor (Álvaro Morte), pois Sierra não está em condições de conseguir sozinha - como ela desejava.

Então, para gravar a cena de maneira confortável para a atriz, foi usada uma vulva de silicone, bastante realista, que serviu de prótese íntima.

Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução
Continua depois da publicidade

Autenticidade

A produção de "La Casa de Papel" quis reproduzir todos os detalhes do Banco da Espanha e, para isso, foram 180 dias de trabalho, mais de 50 trabalhadores, entre eles: construtores, escultores, ferreiros, designers, carpinteiros e pintores.

A produção de "La Casa de Papel" se atentou aos mínimos detalhes para a recriação do museu do prédio espanhol, que acabou explodindo durante a temporada e apareceu na série por apenas 1 minuto e 30 segundos.

TAMARA ARRANZ/NETFLIX - TAMARA ARRANZ/NETFLIX
Imagem: TAMARA ARRANZ/NETFLIX

"La Casa de Papel: De Tóquio a Berlim" conta também com depoimentos dos atores, diretores e responsáveis técnicos da série, além de cenas de bastidores da produção.

Na Netflix, ele está como "episódio 1", ou seja, com o lançamento da segunda parte, em dezembro, um novo capítulo estreará.