PUBLICIDADE
Topo

Michael K. Williams: polícia cogita overdose e procura traficante, diz site

Colaboração para Splash, no Rio

07/09/2021 18h15

A morte do ator Michael K. Williams, que viveu Omar Little na série "The Wire", encontrado ontem sem vida em seu apartamento em Brooklyn, Nova York, aos 54 anos, gerou uma investigação policial, disse o site TMZ.

Seguindo a hipótese de que o artista teria morrido em decorrência de uma overdose de heroína — ontem, o jornal The New York Post informou que foram encontrados vestígios de droga no apartamento de Michael —, os policiais do local estariam em busca da pessoa que teria fornecido o entorpecente ao ator.

A publicação do New York Post também indicou que não há uma indicação de crime, como sinais de arrombamento, e que a possibilidade de suicídio também é considerada.

Uma autópsia oficial ainda não foi feita e o resultado pode demorar semanas, de acordo com o TMZ.

Michek foi achado morto por seu sobrinho e um representante do ator confirmou o falecimento ao The Hollywood Reporter. "É com imensa tristeza que a família faz o anúncio. Eles pedem sua privacidade enquanto sofrem esta perda intransponível", afirmou ao site.

Principais papéis

O ator Michael K. Williams como o Omar de "The Wire" - Reprodução - Reprodução
O ator Michael K. Williams como o Omar de "The Wire"
Imagem: Reprodução

O ator ganhou notoriedade na televisão por "The Wire", da HBO, que aborda o narcotráfico na cidade de Baltimore, nos EUA, tanto pelo lado dos agentes quanto dos criminosos.

Mas a lista de trabalhos em séries e filmes é longa. Ainda pela HBO, ele se destacou no papel de Chalky White em "Boardwalk Empire", outra série que fez sucesso nos EUA.

Recentemente, Michael participou da série "Lovecraft Country", da HBO Max. O trabalho do artista lhe rendeu uma indicação ao Emmy neste ano — durante a carreira, Williams foi indicado a cinco Emmys.

Entre os principais filmes que ele trabalhou estão "12 Anos de Escravidão", que levou o Oscar de melhor filme, "Brooklyn: Sem Pai Nem Mãe", "Assassin's Creed" e "Vício Inerente".

Centro de Valorização da Vida

Caso você esteja pensando em cometer suicídio, procure ajuda no CVV e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade.

O CVV (https://www.cvv.org.br/) funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.