PUBLICIDADE
Topo

'Sensação de luto': elenco crê em fãs chorando com fim de La Casa de Papel

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

03/09/2021 04h00

Um dos maiores fenômenos da Netflix, "La Casa de Papel" se encaminha para o final. Criada por Álex Pina, a série foi ao ar pelo canal espanhol Antena 3 em maio de 2017 e, em novembro do mesmo ano, teve os direitos de exibição comprados pela plataforma de streaming, que posteriormente incorporou o título às próprias produções.

Com cinco temporadas em quatro anos, um documentário, dois assaltos e diversos personagens amados pelos fãs, "La Casa de Papel" deixará uma marca na cultura pop. Tamanha importância da série, o final não poderia ser diferente, se não bastante emocionante.

Splash conversou com exclusividade com o elenco da produção e todos concordam com uma afirmação: ninguém está preparado para o final. "Foi muito emotivo gravar o fim", diz Rodrigo de La Serna, o Palermo de "La Casa de Papel".

Toda a temporada será de chorar. Já avisamos aos fãs: vocês vão chorar muito.

Processo de adeus

As gravações do último ano demoraram dez meses para serem concluídas e a sensação, segundo La Serna, era de que elas nunca acabariam. "Era tudo muito intenso, com uma grande demanda física e emocional."

E ainda passamos pela pandemia, quando não podíamos sair para outros lugares. Parecia que nada nunca terminava, vivíamos o Dia da Marmota.

Para Jaime Lorente, o Denver, finalizar "La Casa de Papel" fez com que ele se sentisse do mesmo jeito que o Dry Martini, drink favorito do agente James Bond. "Estou batido, mas não mexido", brincou ao falar da dualidade dos sentimentos.

Não sei como pode ser o fim de algo tão grandioso como essa série. É uma sensação de morte, de luto. No entanto, quando terminamos de gravar, senti que estava tudo bem, mesmo que fosse bastante emocionante e triste.

Penúltimo tchau

A temporada final já está inteira gravada, contudo, os espectadores não poderão assistir a tudo de uma só vez: a primeira parte, com cinco episódios, está sendo lançada em setembro, e a segunda leva de episódios chegará à Netflix apenas em dezembro.

A divisão em duas partes pode ser algo negativo para os fãs mais ansiosos, mas para os atores é uma maneira mais fácil de viver o final de "La Casa de Papel". É notável o clima descontraído entre o elenco, contrário ao esperado para uma despedida.

Para Rodrigo de La Serna, este é o "penúltimo adeus". Itziar Ituño, a Lisboa do grupo de assaltantes, complementa e diz que esta é uma desculpa para reencontrar os colegas de elenco. "Já é em dezembro e por este lado está ótimo, pois nos abraçaremos de novo".

Esta pendência de uma finalização também é sentida por Darko Peric, o Helsinque.

Estar aqui hoje, rodeado das fotos da temporada, de todos os meus colegas, me faz não estar 100% certo de que a série acabou, além de ainda ter o volume 2 da quinta temporada.

O que esperar?

Além de um final emocionante, o elenco de "La Casa de Papel" promete muita ação - ainda mais do que já estamos acostumados.

Para Peric, Helsinque nem mesmo conseguirá reagir à morte de Nairóbi (Alba Flores), pois terá que focar em algo primordial agora: "ele precisa sobreviver".

Entre a temporada quatro e a cinco se passaram apenas poucos minutos, então ele não teve muito tempo para pensar na Nairóbi. Ele tem que tentar se manter vivo e não perder os seus companheiros.

Durante o novo ano, teremos também mais detalhes de alguns personagens que ainda não apareceram tanto, como o caso de Manila, vivida por Belen Cuesta. Junto ao bando dos "atracadores", ela chama atenção não apenas por participar do assalto, mas por ser Julia, a prima transexual de Denver.

Para a atriz, Manila é "obrigada a lidar com o seu passado, ao mesmo tempo em que ela deve ser verdadeira com ela mesma". Assim, veremos ainda mais do que ela será capaz para ajudar no "atraco" durante o último ano da série.

Jaime Lorente, o Denver, e Belén Cuesta, a Manila de 'La Casa de Papel' - TAMARA ARRANZ/NETFLIX - TAMARA ARRANZ/NETFLIX
Jaime Lorente, o Denver, e Belén Cuesta, a Manila de 'La Casa de Papel'
Imagem: TAMARA ARRANZ/NETFLIX

De lá para cá

"La Casa de Papel" nos fez acompanhar não apenas os assaltos mirabolantes do Professor, mas também assistimos à evolução dos personagens, como o caso de Mónica, que se passou de refém para "atracadora", e de Raquel Murillo, que largou a polícia para se juntar ao bando.

Vemos uma grande mudança em Estocolmo. Inicialmente, ela era apenas uma observadora, mas na terceira temporada, ela se tornou também alguém que ouve os problemas dos outros personagens. Ela foi evoluindo, floresceu e explodiu. É lindo ver a reação dela a tudo, eu mesma me senti como uma garotinha com novos brinquedos ao interpretá-la.
conta Esther Acebo.

As mudanças de Lisboa, a antiga inspetora Murillo, também é algo impactante na série: ela deixa para trás a própria família para fazer parte do assalto. Para Ituño, essa foi uma maneira da personagem achar o próprio caminho.

Ela é um pouco louca, mas também é muito corajosa por deixar a sua mãe e a sua filha para trás. Ela tem o direito de fazer o que pensa da sua própria vida e está decidida: tem que entrar no banco e ajudar os seus companheiros. Ela tomou um lado, o lado dos assaltantes.

Estocolmo abraça companheiros em cena da parte 4 de La Casa de Papel - Divulgação/Netflix - Divulgação/Netflix
Estocolmo abraça companheiros em cena da parte 4 de La Casa de Papel
Imagem: Divulgação/Netflix

Mesmo entrando na produção apenas na terceira temporada, Palermo também passou por várias facetas, fato que leva Rodrigo de La Serna brincar que o personagem agora se transformará em um "alienígena", de tanto que mudou. Para ele, o "atracador" vive agora um arco de redenção.

Ele estará mais vulnerável e humano na quinta temporada, e vai ter que lidar com os erros que cometeu até agora.

E agora?

Para quem maratonar rapidamente os primeiros cinco episódios da quinta temporada de "La Casa de Papel", que já estão disponíveis na Netflix, terá que amargurar com a espera até o dia 3 dezembro, quando a segunda parte do final chega à plataforma.

Cena da quinta temporada de  'La Casa de Papel'  - TAMARA ARRANZ/NETFLIX - TAMARA ARRANZ/NETFLIX
Cena da quinta temporada de 'La Casa de Papel'
Imagem: TAMARA ARRANZ/NETFLIX

Mas, uma coisa é certa: mesmo com o final da série, os fãs brasileiros estarão marcados para sempre para os atores. Ao saberem que estavam falando com um veículo brasileiro, o elenco mandou beijos, comentou sobre o amor que recebem dos espectadores do país e Darko Peric até mesmo mandou um recado.

Não vejo a hora de voltar ao Brasil!