PUBLICIDADE
Topo

Andressa Urach não tinha o que comer após doações à Universal, diz advogado

Andressa Urach move ação contra a Igreja Universal do Reino de Deus - Reprodução/Instagram @andressaurachoficial
Andressa Urach move ação contra a Igreja Universal do Reino de Deus Imagem: Reprodução/Instagram @andressaurachoficial

Felipe Pinheiro

De Splash, em São Paulo

24/08/2021 13h17

Andressa Urach, que move uma ação na Justiça contra a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) para reaver as doações estimadas em R$ 2 milhões que alega ter feito, quer que a igreja abra as contas para saber com qual finalidade foi usado o dinheiro. A IURD fez uma petição à Justiça, alegando que Urach agiu de má-fé.

Procurada por Splash, a defesa da representante do Miss Bumbum negou que ela esteja agindo de forma desleal, e disse que Urach passou fome após passar por necessidades após doar o que tinha à instituição religiosa.

"Queremos ver a boa-fé da igreja mostrando os livros contábeis como prova. Se mostrarem como prova, daí posso dizer que a minha cliente é de má-fé. Até então, ela é de boa-fé. Ela precisa trabalhar. As custas [com o processo] estão sendo parceladas e pagas. No momento em que entramos com a ação, ela não tinha o que comer", afirmou o advogado Marco Mejia.

De acordo com o colunista Rogério Gentile, do UOL, no pedido que fez à Justiça, a igreja disse que Andressa tem condições de arcar com suas despesas, mostrando, por exemplo, que ela usou um colar avaliado em R$ 20 mil no Miss Bumbum e um vestido de R$ 100 mil.

Mejia rebate que isso seja prova de que Urach não tenha passado por dificuldades financeiras.

"Efetivamente, ela é uma mulher que trabalha e foi trabalhando que conseguiu isso depois da ação proposta. O desafio está lançado: que a igreja prove a boa-fé, que abra os livros contábeis nesse processo. Boa-fé se prova com documentação para que todos possam ver o que representou o volume [de dinheiro] da Andressa Urach dentro do processo, e dentro da igreja ao menos naquele momento [em que ela participou como membro da instituição"], disse o advogado.

Procurada por Splash, a assessoria de imprensa da IURD não se manifestou até a conclusão deste texto.