PUBLICIDADE
Topo

MC Maneirinho celebra fim de investigação: 'Relatar um fato não é apologia'

O Ministério Público arquivou a investigação de apologia ao crime na letra da música “Migué” - Divulgação
O Ministério Público arquivou a investigação de apologia ao crime na letra da música “Migué” Imagem: Divulgação

De Splash, em São Paulo

16/08/2021 13h04

O Ministério Público arquivou a investigação de apologia ao crime na letra do funk "Migué", de MC Maneirinho e MC Cabelinho.

Maneirinho, nome artístico de Diogo Rafael Siqueira, comemorou a decisão: "Tem uma diferença enorme entre quem comete crime e quem fala de um fato. As coisas estão aí... Acontecendo... E elas são interpretadas de diversas maneiras. Às vezes, num filme, numa novela, numa série e numa música também".

E nada mais justo que quem viveu, viu de perto, e já teve familiares vítimas dessa guerra, ter a liberdade de contar um pouco dessa história. Relatar um fato não é apologia. MC Maneirinho

"A gente aqui é MC de funk. E o funk nos permite essa liberdade, é nosso, é do gueto. Não tem como a gente falar que a garota de Ipanema é linda e cheia de graça se a gente não nasceu em Ipanema. A gente nasceu lá em cima. Só quem já viveu lá em cima sabe a realidade do nosso dia a dia", afirma.

MC Maneirinho e MC Cabelinho foram intimados em outubro do ano passado e prestaram seus depoimentos à Polícia Civil do Rio de Janeiro. Na época, ele afirmou em entrevista a Splash:

"Para falar a verdade, nem acredito que isso seja real. A polícia vai investigar o Wagner Moura por interpretar o Pablo Escobar? Vai ir atrás dos playboys que sobem o morro para retratar o que acontece na favela nos documentários? Eu sou MC, eu retrato o que acontece nas comunidades, essa é a minha arte."

Nomes como Anitta e Pocah saíram em defesa dos funkeiros intimados. Anitta argumentou que a perseguição ao funk é uma estratégia eleitoral:

Novamente os políticos do Brasil tentando se meter na vida dos funkeiros. Nem vou divulgar o arroba do deputado que está denunciando os funkeiros [MC Cabelinho e MC Maneirinho] por apologia ao crime. Muita coincidência eles serem chamados para depor agora, nesse ano eleitoral. É para atrair visibilidade ao assunto. Daí o público conservador vai lá e vota. Isso é o que eu acho. Anitta