PUBLICIDADE
Topo

Brian May, do Queen, critica Eric Clapton por posição antivacina: 'Loucura'

Brian May diz que respeita Eric Clapton, mas discorda de alguns posicionamentos do músico - Adrian Dennis/AFP/Getty
Brian May diz que respeita Eric Clapton, mas discorda de alguns posicionamentos do músico Imagem: Adrian Dennis/AFP/Getty

De Splash, em São Paulo

07/08/2021 11h10

Brian May, do Queen, criticou o posicionamento antivacina de Eric Clapton, dizendo que não entende o argumento de quem é contra a vacinação:

As pessoas antivacina, desculpa, mas acho que eles são loucos. Há muitas evidências que mostram que a vacinação ajuda. No geral, elas são muito seguras. Brian May em entrevista ao "The Independent"

"Sempre vai ter algum efeito colateral em qualquer droga que você usar, mas dizer que vacinas são um plano para te matar... Desculpa, mas é loucura para mim", afirma o guitarrista.

Brian May conta que esse não é o único ponto em que discorda de Clapton, mas nem por isso deixou de respeitá-lo:

Eu amo o Eric Clapton, ele é meu herói, mas em muitos pontos ele tem visões muito diferentes das minhas. Ele é uma pessoa que acha OK atirar em animais por diversão. Então temos nossas discordâncias, mas nunca deixaria de respeitar o cara.

Eric Clapton já se posicionou contra a obrigatoriedade do uso de máscaras para conter a pandemia de covid-19, lançou músicas contra o isolamento social com Van Morrison e afirmou que não vai se apresentar em locais que exijam comprovante de vacinação.

"Após o anúncio do primeiro-ministro [Boris Johnson] na segunda-feira, 19 de julho de 2021, sinto-me na obrigação de fazer um anúncio pessoal: Desejo dizer que não me apresentarei em nenhum palco onde haja um público discriminado presente. A menos que haja providências para que todas as pessoas compareçam, eu me reservo o direito de cancelar o show", escreveu Eric Clapton no canal do cineasta Robin Monotti, também antivacina, no Telegram.