PUBLICIDADE
Topo

Leticia Colin celebra trabalhos e lamenta 'desgoverno' no Brasil: 'Exausta'

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/08/2021 14h00Atualizada em 04/08/2021 14h38

Leticia Colin é a convidada de Zeca Camargo, para o "Splash Entrevista" desta semana, no Canal UOL. A atriz, e mãe do pequeno Uri, de quase dois aninhos, falou sobre a carreira, projetos e descobertas da maternidade. Na última semana, Marisa Monte contou para Zeca como foi gravar um álbum remotamente em vários lugares do mundo.

O apresentador começou a conversa parabenizando Leticia pela qualidade dos trabalhos desenvolvidos na pandemia —caso das elogiadas séries "Onde Está Meu Coração?" e "Sessão de Terapia". Afinal, nesse período a produtividade de grande parte das pessoas foi afetada. De cara, Zeca quis saber como está sendo lidar com os projetos e a família. E adivinhem? Não está sendo fácil por lá também.

Estou exausta, não sei quem não está. A gente está acumulando funções, nós estamos exaustos de tantos abusos que gente vem sofrendo deste desgoverno, desse momento impossível, desse cansaço mental. A gente está sendo atropelado diariamente. Leticia Colin

A vida imitando a arte e a arte imitando a vida

Leticia Colin está no ar na quinta temporada de "Sessão de Terapia" —série dirigida por Selton Mello, que tem como ambiente principal um consultório de psicanálise, interpretando Manu, uma estilista que sofre de depressão pós-parto.

'Sessão de Terapia' coloca a gente em um sofá, é acolhimento para esse Brasil que precisa de um carinho. É preciso falar das dores, precisa colocar para fora tudo o que está sentindo, tudo que incomoda, as angústias. Acho que ele faz o processo de cura coletiva. Leticia Colin

let - Splash Entrevista / UOL - Splash Entrevista / UOL
Splash Entrevista: Leticia Colin e Zeca Camargo conversam sobre carreira e projetos
Imagem: Splash Entrevista / UOL

Na conversa, Leticia revelou ainda que por várias vezes sentou no divã não só como a personagem Manu, mas também como Leticia: "Eu ainda estou vivendo o puerpério. Na verdade, a mulher passa os 2 primeiros anos do bebê no puerpério", começou.

A gente tem o conhecimento dos livros, da internet, das amigas, mas é uma coisa que, quando acontece com a gente, não se compara a nada. A gente tem que sentir, se deixar atravessar por essa experiência. Leticia Colin

Zeca, então, reforçou que muitas pessoas, inclusive ele, não tinham a palavra puerpério no vocabulário recorrente, e que isso mudou com o calendário de vacinação da covid-19, já que as mães puérperas são do grupo prioritário para imunização.

'Splash Entrevista'

Toda quarta-feira, Zeca Camargo recebe convidados especiais, em conversas divertidas sobre o dia a dia, trajetória e novos projetos. Quando passou por aqui, Emicida falou do seu novo álbum e celebrou ida para Universidade em Portugal, como professor.

Você pode assistir a toda a programação do Canal UOL aqui.