PUBLICIDADE
Topo

Como empresas de música estão lidando após vídeos de agressão de DJ Ivis

Músicas de DJ Ivis começam a ser "derrubadas" de plataformas de streaming - Reprodução/Instagram
Músicas de DJ Ivis começam a ser 'derrubadas' de plataformas de streaming Imagem: Reprodução/Instagram

Breno Boechat e Guilherme Lúcio

De Splash, no Rio e em São Paulo

13/07/2021 16h00

Os atos de violência doméstica cometidos por Dj Ivis contra a sua mulher Pamella Gomes geraram uma onda de ações por parte das empresas voltadas para a música. Além de divulgarem notas repudiando os atos cometidos pelo artista, grandes nomes da indústria fonográfica já anunciaram medidas mais incisivas, como tirar canções do DJ de playlists e catálogos.

As músicas e os clipes de DJ Ivis que fazem parte do catálogo da Som Livre estão sendo retiradas das plataformas digitais. Desde o início da tarde de hoje, as faixas de artistas do catálogo da gravadora em parceria com o DJ - que é representado pela Sony Music - já não estão mais disponíveis em serviços como Deezer e Apple Music e os clipes foram "derrubados" do YouTube.

Até o momento, os singles "Galega", com Zé Felipe, e "Não Pode Se Apaixonar" e "Apaga a Luz", com Xand Avião, ainda estão disponíveis nos catálogos de serviços de streaming como Spotify, YouTube Music e Amazon Music, mas não por muito tempo. Em comunicado, a Som Livre informou que vai retirar as canções de todos os aplicativos de reprodução de música, além de cancelar lançamentos que estavam previstos com o DJ.

DJ Ivis e Zé felipe - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Clipe de "Galega", parceria de DJ Ivis e Zé Felipe, é um dos retirados das plataformas
Imagem: Reprodução/Instagram

Antes da decisão, Zé Felipe - que faz parte do rol de artistas da Som Livre - chegou a comentar nas redes sociais que faria uma versão de "Galega" sem o DJ. O cantor desistiu da ideia, segundo a gravadora, "visto que Ivis é autor da faixa". Ainda de acordo com a nota, Zé Felipe não deve mais divulgar a canção - que atualmente é uma das 10 mais tocadas do Spotify no Brasil - e que vai "seguir trabalhando em novos lançamentos".

A Sony Music, gravadora que representa DJ Ivis, disse, via nota oficial, que está "revisando o relacionamento com o artista". No comunicado, divulgado na noite de ontem (12), a empresa afirma estar levando a sério as acusações de violência doméstica contra o DJ, mas não informa sobre nenhuma decisão a ser tomada em relação às músicas dele que fazem parte do catálogo da gravadora.

DJ Ivis na Sony Music - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
DJ Ivis assinou com a Sony Music em abril deste ano
Imagem: Reprodução/Instagram

Recentemente, Ivis lançou o EP "Eu Ouvi Brasil" pela Sony Music. Todas as cinco faixas do álbum, bem como as outras 12 músicas que o DJ fez pela gravadora, seguem disponíveis em todas as plataformas digitais. Questionada pelo UOL sobre uma possível remoção das obras do artista dos serviços de streaming, a Sony Music ainda não respondeu.

Procurado, o Spotify Brasil disse que não vai comentar o caso, mas tirou as músicas do DJ de todas as playlists editoriais, as feitas pela própria plataforma.

A Deezer Brasil também optou por retirar as músicas de DJ Ivis das playlists editoriais. Antes, a empresa já havia removido a imagem do artista das capas de playlists em que ele aparecia. Em nota, a Deezer repudiou os atos de Ivis. Confira o comunicado na íntegra:

A Deezer não tolera qualquer tipo de violência, discriminação ou ódio contra indivíduos ou grupos por causa de raça, religião, gênero, sexualidade ou outros fatores e repudia veementemente as atitudes do DJ Ivis (Iverson de Souza Araújo). Sabemos que as devidas medidas já estão sendo tomadas e reiteramos publicamente que não compactuamos com toda e qualquer agressão, especialmente à mulher".

Posts promovendo DJ Ivis também foram excluídos

Após a publicação de reportagem do UOL na manhã de hoje (13), a Sony Music excluiu de suas redes sociais todas as publicações que promoviam os sucessos de DJ Ivis que faziam parte do catálogo da gravadora. Um post feito no dia 24 de junho, falando do EP com Barões da Pisadinha, MC Danny e Rogerinho, e um teaser do dia 23 de junho foram removidos, assim como uma publicação de maio, anunciando o single "Vai Sentar no Pai", com Xand Avião.

Hoje, rádios do estado do Ceará anunciaram a retirada de canções do DJ Ivis da programação como forma de repudiar as agressões. O Multishow também informou que todos os videos e clipes de Ivis foram retirados da programação do canal.

Xand Avião, dono da produtora Vybbe, responsável por gerenciar a carreira de DJ Ivis, publicou um vídeo dizendo que o artista não continuará na empresa após a revelação de agressões contra a ex-mulher.