PUBLICIDADE
Topo

Diretor é acusado de atirar celular contra Judith Chemla, atriz de Cannes

A atriz Judith Chemla  - Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images
A atriz Judith Chemla Imagem: Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images

De Splash, em São Paulo

11/07/2021 15h05

A atriz Judith Chemla ("A Vida de uma Mulher" e "Camille Outra Vez") não comparecerá a premiére em Cannes do filme "Mes freres et moi" (Meus Irmãos e Eu, em tradução literal), o qual ela é protagonista, que estava prevista para amanhã (12). O motivo é que o diretor do longa metragem, Yohan Manca, teria atirado um celular contra ela.

Judith e Yohan são namorados. De acordo com sua denúncia feita para polícia no dia 4 de julho, o caso ocorreu em Paris, no dia 3 de julho. Fontes disseram à revista Variety que os dois discutiam em uma rua na capital da França quando o diretor "ficou violento" e "jogou um celular na cara" da atriz.

Ainda de acordo com a revista, o diretor também cancelou sua presença na estreia do filme. O casal está junto há cinco anos.

"Mes freres et moi" participará de Un Certain Regard, a mostra paralela de Cannes. Em 2019, o filme "A Vida Invisível", do diretor brasileiro Karim Aïnouz, levou o prêmio.