PUBLICIDADE
Topo

Roupa Nova faz 1ª live após morte de Paulinho e deixa microfone vazio

De Splash, em São Paulo

12/06/2021 23h01Atualizada em 13/06/2021 07h47

O Roupa Nova fez hoje a primeira apresentação após a morte do vocalista Paulinho, que faleceu em dezembro aos 68 anos em decorrência de complicações da covid-19.

O cantor estava se recuperando de um transplante de medula óssea realizado três meses antes de falecer. Durante o período de reabilitação, ele contraiu a doença causada pelo novo coronavírus e precisou ser internado no início de novembro.

A live foi transmitida pela Band ao vivo para todo o país diretamente do Golden Hall do WTC, em São Paulo, e contou com a apresentação de Zeca Camargo. Sucessos como "Sol de Verão", "Seguindo no Trem Azul", "Volta pra Mim" e "Felicidade" fizeram parte de repertório da banda.

Durante a apresentação, eles dedicaram a canção "Meu Universo É Você" em homenagem a Paulinho. Durante a música "Os Corações Não São Iguais", foi colocado um pedestal com um microfone na frente do palco, mas sem intengrante atrás do objeto. No fundo, o telão passou a exibir imagens do cantor.

Serginho Herval, Kiko, Nando, Ricardo Feghali e Cleberson Horsth — integrantes da banda desde o seu início — se juntaram a Fábio Nestares, que fez parte da Rádio Taxi, na apresentação.

Nós, sim, estamos aqui para manter a memória dessa amizade vida. Cada nota, cada acorde, vai ter o Paulinho. De coração, de abraço e de memória, ele vai estar aqui. O Paulinho já estava comprometido e já vinha se despedindo de nós havia algum tempo
Nando, intengrante do Roupa Nova

Os fãs do Roupa Nova prestaram homenagens a Paulinho nas redes sociais e registraram a saudade que sentem do cantor.

Veja os famosos que postaram homenagens no dia dos namorados

Paulinho no Roupa Nova

Paulinho começou a sua carreira no Roupa Nova no final da década de 1970, quando o grupo ainda se chama Os Famks, participando da formação original ao lado do tecladista Cléberson Horsth, do baixista Nando e do guitarrista Kiko. A banda ganhou o nome de Roupa Nova apenas em 1980.

Nas décadas em que integrou o grupo, o vocalista interpretou hits como "Canção de Verão", "Whisky a Go-Go", "Volta pra mim" e "A Metade da Maçã". Além do legado com sua voz marcante, Paulinho também chegou a assumir a posição de percussionista da banda fluminense.