PUBLICIDADE
Topo

Pete Townshend, do The Who, diz que era pansexual no auge da banda

Pete Townshend diz que, na época, "iria para a cama com qualquer um que aceitasse" - Mariana Pekin/UOL
Pete Townshend diz que, na época, "iria para a cama com qualquer um que aceitasse" Imagem: Mariana Pekin/UOL

De Spash, em São Paulo

01/06/2021 16h52

Pete Townshend, guitarrista do The Who, diz que "provavelmente" era pansexual no auge da banda — a orientação sexual é definida pela atração independentemente de gênero.

"Eu acho que provavelmente era [pansexual], mas hoje não sou mais [risos]. Acho que provavelmente iria para a cama com qualquer um que me aceitasse", diz o músico em entrevista à revista Rock Cellar.

Ele comentou sobre sua sexualidade enquanto explicava o significado das músicas "I'm a Boy" e "Tattoo", que abordam questões como masculinidade e machismo.

Acho que eu esqueço que a homossexualidade ainda era ilegal no Reino Unido, então essas aventuras precisavam ser escondidas com toques de humor e ironia.

A descriminalização da homossexualidade ocorreu de forma gradual nos países que compõem o Reino Unido: em 1967 na Inglaterra e no País de Gales, 1981 na Escócia e 1982 na Irlanda do Norte. O casamento entre pessoas do mesmo sexo só passou a ser reconhecido na Irlanda do Norte no ano passado.

Townshend diz que o vocalista Roger Daltrey gosta de cantar a música "Tattoo" até hoje:

Acho que ele amava a ideia de brincar com a noção de "o que torna um homem, um homem". É interessante. Ainda é, apesar de não podermos mais pensar ou falar mais sobre essas coisas, porque é considerado clichê ou velho.