PUBLICIDADE
Topo

'Mundo em Caos': Daisy Ridley diz que pediu para cortar suas falas de filme

Daisy Ridley é Viola em 'Mundo em Caos', filme que ela protagoniza junto com Tom Holland
Daisy Ridley é Viola em 'Mundo em Caos', filme que ela protagoniza junto com Tom Holland
Divulgação/Lionsgate

Renata Nogueira

De Splash, em São Paulo

13/05/2021 04h00

Imagine-se como a única mulher em meio a um povoado habitado somente por homens desconhecidos.

Apavorante? Pode piorar: você consegue ouvir todos os pensamentos deles em alto e bom som.

Esse foi o desafio de Daisy Ridley em seu mais novo filme, "Mundo em Caos", que estreia hoje no Brasil.

Continua depois da publicidade

A atriz, famosa como a Rey de "Star Wars", protagoniza com Tom Holland ("Homem-Aranha: De Volta ao Lar") a saga baseada nos livros de Patrick Ness.

Do mesmo estúdio de "Jogos Vorazes", "Mundo em Caos" reúne os elementos para ser um novo fenômeno, mas tem amargado críticas negativas onde já estreou.

Divulgação/Lionsgate - Divulgação/Lionsgate
Imagem: Divulgação/Lionsgate

Entre elas, de que os atores, ídolos da nova geração, são mal aproveitados no filme dirigido por Doug Liman. Especialmente a atriz, que interpreta Viola.

Em conversa com jornalistas de que Splash participou, a própria Daisy Ridley contou que pediu para que algumas falas dela fossem tiradas do filme.

Eu pedi para que algumas das minhas falas fossem cortadas, o que obviamente não acontece com muita frequência. Achei que seria um contraste interessante com o 'ruído' dos homens.
Daisy Ridley

O "ruído" ao qual a atriz se refere é a premissa do filme, que se passa num futuro distópico no qual os homens foram acometidos pelo mal assim que chegaram a um planeta parecido, mas distante da Terra. Livres do "ruído", as mulheres sumiram e Viola acaba lá após um acidente com sua nave.

Continua depois da publicidade
É até engraçado porque eu mesma quando estou confortável sou super falante. Mas quando estou desconfortável em alguma situação, assim como a Viola, eu sou super, super quietinha.

O silêncio de Viola é um aliado, já que ao ouvir o que os homens estão pensando ela dificilmente será enganada. É também uma resposta ao desconhecido, e faz com que Todd (personagem de Tom Holland) lute contra ele mesmo para ganhar a confiança da estranha, a primeira mulher com quem ele tem contato.

Divulgação/Lionsgate - Divulgação/Lionsgate
Imagem: Divulgação/Lionsgate

É também observando o amigo, que acaba se juntando a ela em uma jornada para conseguir comunicação com a sua nave, que Viola descobre e entende alguns traços de masculinidade tóxica no garoto que foi criado sem a mãe: Todd tenta esconder suas emoções e desejos e se segura para não chorar perto dela.

Pode parecer só mais um filme de adolescentes, mas os temas são adultos. Dá para refletir sobre como nos comunicamos de maneiras distintas e como isso nos afeta para o bem ou mal.
Continua depois da publicidade

Mulher-Aranha?

"Mundo em Caos" traz no primeiro longa elementos dos três livros da saga, e ainda não há uma certeza sobre novos filmes. Mas, após mostrar afinidade com Tom Holland nas telas, Daisy Ridley não escapou das perguntas sobre uma possível participação no universo cinematográfico da Marvel.

Alguém me perguntou se eu tinha ouvido os rumores sobre a Mulher-Aranha. Disse que achava legal e ficou parecendo que eu me candidatei para ser a personagem, o que não é verdade.

A atriz também contou que não escolhe seus filmes pensando em grandes franquias, mas sim com base nos roteiros que a agradam. Porém, não descarta um papel na nova fase.

Claro que estou aberta a tudo. Acabei de ver 'WandaVision' e achei maravilhoso, original. Fazer parte daquele mundo que está sempre mudando e se reinventando seria emocionante.