PUBLICIDADE
Topo

Por escândalo de racismo, Globo de Ouro perde emissora e apoio de estúdios

As estatuetas do Globo de Ouro: premiação enfrenta escândalo de racismo - Frazer Harrison/Getty Images
As estatuetas do Globo de Ouro: premiação enfrenta escândalo de racismo Imagem: Frazer Harrison/Getty Images

De Splash, em São Paulo

10/05/2021 16h02

O Globo de Ouro 2022 não vai passar na TV norte-americana. A NBC, emissora que transmite a premiação desde 1993, informou que não vai fazer o mesmo no ano que vem. A informação é do Deadline.

A decisão da NBC vem por causa de um escândalo de racismo e corrupção envolvendo a HFPA (Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood, na sigla em inglês), que organiza o Globo de Ouro.

Uma matéria do jornal Los Angeles Times revelou, em fevereiro, que a HFPA não tinha nenhum membro votante negro, e que muitos dos jornalistas integrantes da organização recebiam "mimos" de estúdios — uma forma antiética de tentar influenciar votos na premiação.

Desde então, a organização do Globo de Ouro (cuja edição de 2021 aconteceu normalmente) propôs algumas ações para tornar o seu quadro de votantes mais diverso. No entanto, organizações ativistas como o Time's Up criticaram as medidas como insuficientes.

Ricky Gervais apresenta Globo de Ouro 2020, em Beverly Hills - HANDOUT - HANDOUT
Ricky Gervais apresenta Globo de Ouro 2020, em Beverly Hills
Imagem: HANDOUT

Nós acreditamos que a HFPA está comprometida com uma reforma significativa. No entanto, uma mudança deste tamanho precisa de tempo e muito trabalho, e acreditamos fortemente que a HFPA precisa fazer isso do jeito certo. Assim, a NBC não vai transmitir o Globo de Ouro 2022. Presumindo que a organização vá executar o seu plano, esperamos poder exibir o show novamente em janeiro de 2023."
Declaração da NBC sobre o Globo de Ouro

A reportagem de Splash tentou contato com a TNT, que exibe o Globo de Ouro no Brasil, para saber a posição da emissora diante do escândalo. No entanto, não recebemos resposta até a publicação desta nota.

Estúdios 'cortam laços'

Antes mesmo do anúncio da NBC, a HFPA já havia perdido o apoio de três dos principais produtores de conteúdo de Hollywood: os serviços de streaming Netflix e Amazon Prime Video, e o estúdio WarnerMedia.

Todos os três "cortaram laços" com a organização do Globo de Ouro — o que significa que não participarão de eventos especiais ou farão campanhas para a premiação, embora suas produções ainda possam ser indicadas e vencer a estatueta.

Taron Egerton com o seu Globo de Ouro por 'Rocketman', em 2020 - Daniele Venturelli/WireImage - Daniele Venturelli/WireImage
Taron Egerton com o seu Globo de Ouro por 'Rocketman', em 2020
Imagem: Daniele Venturelli/WireImage