PUBLICIDADE
Topo

'BBB 21': Juliette enfrenta Arthur, Conká e 'cobras' em game para celular

Tela do jogo "Vai Juliette", desenvolvido e publicado pelo fã Ittalo Ornilo
Tela do jogo "Vai Juliette", desenvolvido e publicado pelo fã Ittalo Ornilo
reprodução/Ornilo Games/Play Store

Ana Carolina Silva

De Splash, em São Paulo

27/04/2021 04h00

Karol Conká, Sarah e Viih Tube já saíram do "BBB 21", mas ainda dão trabalho para Juliette. Porém, cactos e cuscuz são as armas dela. Se você não entendeu, calma: a paraibana é a estrela do novo game de celular "Vai Juliette", desenvolvido pelo fã Ittalo Ornilo, que conversou com Splash.

Enquanto a bonequinha de Juliette corre e pula vestida de policial —como no castigo do monstro que cumpriu na casa—, o jogador precisa ajudá-la a desviar de obstáculos.

São eles bananas (Arthur), ETs (Karol Conká, que ama aliens e teve festa temática) e cobras (referências a Sarah e Viih Tube).

Continua depois da publicidade
Bananas crossfiteiras são referências a Arthur. A Conká teve os ET, e as cobras... Não faltaram cobras no programa, mas teve a traição da Sarah e a falsidade da Viih Tube.
Ittalo Ornilo em conversa com Splash
Reprodução/Globoplay - Reprodução/Globoplay
Juliette cumpriu o castigo do monstro vestida de guarda de trânsito; esta é a roupa inicial do joguinho
Imagem: Reprodução/Globoplay

Além de pular para desviar dos monstrinhos e dos paredões, outra opção para Juliette no game é comer cuscuz para ficar imune (por um tempinho) ou jogar a cuscuzeira contra os adversários. Cada cacto adquirido aumenta sua quantidade de fãs, e o objetivo é ter cada vez mais.

Se você for derrotado, ouvirá a voz de Juliette gritando algo como "NÃÃÃÃÃO!" ou "que diabéisso!".

Às vezes, a bonequinha diz: "Quando eu fico nervosa, fico perdidinha" ou "Deus me defenderay". É tão divertido ouvir os bordões que quase dá vontade de errar de propósito.

O game está disponível gratuitamente na Play Store, a loja oficial dos aparelhos Android, onde já foi baixado 380 mil vezes só nos últimos dias e tem nota altíssima: 4,9 estrelas de 5 possíveis (com mais de 26 mil avaliações). A versão para iPhone aguarda aprovação da Apple e deve nascer em breve.

Continua depois da publicidade
reprodução/Ornilo Games/Play Store - reprodução/Ornilo Games/Play Store
Ittalo é paraibano como Juliette e quis homenageá-la com o game
Imagem: reprodução/Ornilo Games/Play Store

Ittalo diz que não ganhou um centavo pela criação do jogo, já que os direitos de imagem de Juliette estão atrelados à Globo. A esperança dele é que a sister, sua conterrânea da Paraíba, goste do game quando sair do confinamento. A equipe que cuida das redes sociais dela ajudou na divulgação.

Meu sonho era fazer plantão no aeroporto de João Pessoa, quando a Juliette saísse da casa, e pedir para ela jogar. Nem em sonhos imaginei que ia acontecer tudo nessa velocidade.
Ittalo Ornilo em conversa com Splash
reprodução/Instagram @ittaloxd - reprodução/Instagram @ittaloxd
Ittalo é a mente criativa por trás do game "Vai Juliette" e sonha com mais jogos no futuro
Imagem: reprodução/Instagram @ittaloxd

Ele tem 28 anos e mora em Itambé (PE), mas trabalha como servidor público em Pedras de Fogo (PB), cidade do estado vizinho. Ittalo é apaixonado por criatividade e, em 2020, usou o que aprendeu na UFPB (Universidade Federal da Paraíba) para criar um jogo de biologia com um professor.

Continua depois da publicidade

Mas o "Vai Juliette" é seu primeiro projeto próprio.

Juliette ainda não jogou, mas o game deve ganhar novos atributos: Ittalo está trabalhando em novos cenários, roupinhas e até um modo de dificuldade para o público infantil —ou "pirrai", como dizem na Paraíba, terra amada pelos dois.

Vou fazer a roupinha de cangaceira e uma tie-dye. E criar o modo 'kids', mais lento para as crianças. Vai ter os modos de dificuldade 'pirrai' [pirralho] e 'avexado' [apressado].
Ittalo Ornilo em conversa com Splash

Veja uma amostra do jogo: