PUBLICIDADE
Topo

'É o Amor', primeiro sucesso de Zezé di Camargo e Luciano, completa 30 anos

O primeiro sucesso de Zezé Di Camargo e Luciano foi lançado em abril de 1991 - Reprodução
O primeiro sucesso de Zezé Di Camargo e Luciano foi lançado em abril de 1991 Imagem: Reprodução

Luiza Missi

De Splash, em São Paulo

19/04/2021 04h00

Um clássico da música brasileira. Há exatos 30 anos, "É O Amor" foi tocada no rádio pela primeira vez, após o pai de Zezé di Camargo e Luciano levar a gravação em uma fita K-7 à rádio Terra FM, de Goiânia (GO).

Desde então, a música já foi regravada mais de 70 vezes em várias línguas, inclusive hebraico e russo. A dupla sertaneja também foi tema de livro ("Simplesmente Helena"), musical e filme que representou o Brasil em uma indicação ao Oscar.

Zezé di Camargo e Luciano também já inspiraram tema de Carnaval, com homenagem da escola de samba Imperatriz Leopoldinense (pelo enredo "É o Amor que mexe com minha cabeça e me deixa assim") e tributo pelos históricos Bonecos de Olinda.

Tanto o filme como o musical, ambos chamados "Dois Filhos de Francisco", contam a história de como seu Francisco, pai da dupla, se esforçou para apoiar os filhos.

Quando "É o Amor" foi lançada, ele levava fichas telefônicas à obra onde trabalhava e pedia que os colegas ligassem para as rádios pedindo a música. E funcionou!

Seu Francisco morreu no ano passado, aos 83 anos de idade. Na semana anterior, ele havia sido submetido a uma cirurgia de emergência para tratar um sangramento no intestino. Para Zezé, o legado do pai continua:

Meu pai não deixa exemplo só para os filhos. Ele deixa para o Brasil todo um exemplo de que é sempre possível sonhar e é sempre possível realizar.

Zezé di Camargo e Luciano tiveram 20 músicas em trilhas sonoras de novelas da Rede Globo e até algumas participações em cena: eles apareceram em "Pecado Capital" (1999), "Chocolate com Pimenta" (2003), "América" (2005) e "Cheias de Charme" (2012).

A dupla tem ainda o recorde de 500 mil pessoas em um único show, em Salvador. Em outra apresentação, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, os irmãos reuniram 250 mil pessoas.