PUBLICIDADE
Topo

Elana Dara explica 'Aff...': 'Sou bissexual e queria exaltar uma mulher'

Elana Dara no clipe de 'Aff...'
Elana Dara no clipe de 'Aff...'
Bernie Walbenny/Divulgação

Renata Nogueira

De Splash, em São Paulo

12/04/2021 04h00

Você tem um minuto para ouvir a palavra de Elana Dara?

A curitibana de 21 anos começou como muitos cantores da nova geração: fazendo covers no YouTube. No último ano, sua carreira despontou com sons autorais. A plataforma que a revelou também a elegeu como um dos talentos para ficar de olho em 2021.

Continua depois da publicidade

Algo memorável para quem começou a carreira profissional em plena pandemia. Enquanto todo mundo estava trancado em casa, Elana deixou Curitiba, se mudou para São Paulo e fechou um contrato com a gravadora. Mesmo sem poder sair muito da nova casa, ela gravou cinco singles só em 2020 e fez parcerias.

Na última sexta (9), Elana lançou sua primeira música de 2021, um esquenta para o EP que ela prepara ainda para esse ano. Em "Aff...", ela canta sobre uma mina que é linda, mas não é perfeita. No clipe, inspirado em "Blinding Lights", do The Weeknd, ela roda pela cidade e mostra suas várias facetas.

Aff... Como ela é linda E me olhando fica mais bonita ainda Eu disse Aff... Como ela é tão linda Uma pena que me ilude
Trecho de 'Aff...'
Continua depois da publicidade

A música saiu logo depois de Projota ter sido anunciado no "BBB". Em um papo com Splash, Elana contou que voltou a ouvir muito os sons do cantor e quis exaltar uma mina igual ele faz em "Ela Só Quer Paz". Mas o que veio primeiro foi o nome "Aff...", que surgiu no meio da música de outro rapper, BIN.

Tiro muitas coisas de séries, estou assistindo várias que me trazem referência, e escutando muita música, principalmente. Na pandemia, tenho que me inspirar dentro do apartamento.

E por que não se inspirar nela mesma e na sua própria história? Elana, que confessa não ter tantos contatinhos assim, foi colando características próprias com a de mulheres e amigas que admira. A mina linda da letra viciante de "Aff..." é uma mistura de tudo isso.

Todas as músicas que já lancei até hoje ou não tinham gênero, ou eu falava de um cara. Como sou bissexual, queria muito exaltar uma mulher também.
Continua depois da publicidade

Um violão de R$ 100 — que ela guarda até hoje

A história de Elana com a música é antiga. Ela se interessou ainda criança frequentando a igreja com a família. Com oito anos, juntou suas economias (R$ 100) e comprou um violão no Paraguai. Aos 10, entrou para a banda da igreja. Aos 18, começou a postar vídeos tocando no YouTube e a artista surgiu.

Quando os shows voltarem, meu objetivo é ter um setlist só de músicas autorais e uma ou outra versão. Vai ser muito legal porque eu nunca vi uma multidão cantando uma música minha.