PUBLICIDADE
Topo

Neguinho da Beija-Flor desabafa após morte de Timóteo: 'Covid é um horror'

Neguinho da Beija-Flor - Manu Scarpa/Brazil News
Neguinho da Beija-Flor Imagem: Manu Scarpa/Brazil News

Colaboração para Splash, em São Paulo

03/04/2021 17h33

Neguinho da Beija-Flor falou sobre a perda do amigo Agnaldo Timóteo, que morreu neste sábado (3) aos 84 anos vítima da covid-19. O cantor fez um desabafo e fez um apelo em entrevista à GloboNews.

Essa doença é um horror! Fica em casa. Sei que está difícil se ganhar o sustento, mas passou um ano, vamos ver se a gente espera mais um pouco. É importante se precaver, usar máscara, ficar em casa. É isso que acontece. Perde-se amigos, parentes.

O sambista também falou sobre amizade entre eles. Neguinho da Beija-Flor contou que, para ele, a pandemia levou "a maior voz" e que os dois se viam cantando no mesmo tom de "30, 40 anos atrás".

Eu estava perdendo a voz e ele me aconselhou a fazer aula de canto. Ela voltou. Minha amizade com ele era de dar muito conselho: não beber, não fumar, não perder noites de sono. Seguia as orientações do Agnaldo. É um choque muito grande.

A informação da morte de Agnaldo Timóteo foi confirmada pelo Instituto Funjor, através do qual a família vinha se comunicando com a imprensa desde a internação do artista, em 17 de março. Wesley Safadão, Ronnie Von e outros famosos se despediram do cantor.

Relembre a carreira de Agnaldo Timóteo como cantor e político