PUBLICIDADE
Topo

Como Guilherme Briggs se tornou a voz do Superman nas dublagens brasileiras

O dublador Guilherme Briggs, voz do Superman
O dublador Guilherme Briggs, voz do Superman
Divulgação

Beatriz Amendola

De Splash, em São Paulo

02/04/2021 04h00

Um dos grandes nomes da dublagem no Brasil, Guilherme Briggs tem uma carreira recheada de personagens inesquecíveis, como o Buzz Lightyear de "Toy Story", o Cosmo de "Padrinhos Mágicos" e o Ele de "As Meninas Superpoderosas".

Além, claro, do Superman, papel que reprisa na Liga da Justiça de Zack Snyder. O filme está disponível para aluguel no UOL Play até o dia 7.

Continua depois da publicidade

Em entrevista durante uma live no Instagram de UOL Play, Briggs falou sobre a conexão com o personagem e como é ser a voz do herói há mais de 20 anos.

Segundo Briggs, o amor pelo personagem veio ainda criança, lendo histórias em quadrinhos —e só aumentou quando ele, então com 8 anos, assistiu nos cinemas a "Superman - O Filme", clássico estrelado por Cristopher Reeve.

Botava a toalha vermelha na camisa, achava o máximo usar óculos desde criança, comecei a pentear o cabelo mais certinho. Me emocionou muito o Superman
Guilherme Briggs, ao UOL

Mesmo depois de começar a trabalhar como dublador, Briggs não imaginava dar voz ao herói. Mas seu primeiro trabalho com ele viria em 1997, em circunstâncias trágicas, após a morte de Alexandre Lippiani, ator e dublador que fazia a voz de Dean Cain na série "Lois & Clark".

Continua depois da publicidade

Lippiani morreu em um acidente carro no Rio de Janeiro, em maio de 1997. Na época, ele estrelava a novela "Xica da Silva", da TV Manchete, e falava em deixar de dublar o herói por conta de sua agenda apertada.

Divulgação - Divulgação
O ator Alexandre Lippiani como o padre Eurico em cena da novela 'Xica da Silva', da TV Manchete
Imagem: Divulgação

"Um dia o encontrei no estúdio, e ele falou: 'Você vai fazer o Superman, porque eu estou cheio de compromisso, atuando na novela, não aguento mais'. E eu disse: 'Não, você é o Superman eterno'", recorda Briggs, que já havia trabalhado com Lippiani em "Toy Story". O ator foi a primeira voz de Woody.

Depois de "Lois & Clark", Briggs continuou a ser convidado para dar voz a Clark Kent. "Me chamaram para fazer 'Liga da Justiça', a animação, e não pararam de me chamar. Já faz mais de 20 anos", conta.

Reprodução - Reprodução
Teri Hatcher e Dean Cain em "Lois & Clark - As Novas Aventuras do Superman"
Imagem: Reprodução
Continua depois da publicidade

Mas e se tiver um reboot?

O futuro da atual encarnação de Superman/Clark Kent nos cinemas, vivida por Henry Cavill, ainda é incerto. Há especulações de que a DC possa trazer às telas um outro Superman, negro, cuja identidade real é Calvin Ellis.

Nos quadrinhos, há outros personagens além de Kent que assumem o manto do Homem de Aço.

Caso esse reboot realmente aconteça, Briggs acredita que o mais apropriado seria outro colega dar voz ao personagem.

Eu deveria continuar só com Clark Kent. [Um Superman negro] é outra pessoa, tem outra personalidade, então, melhor outro colega fazer. Bota três Superman, mas me mantém no Clark.