PUBLICIDADE
Topo

Sharon Stone diz que pagou por salário de DiCaprio em 'Rápida e Mortal'

Sharon Stone e Leonardo DiCaprio em cena de "Rápida e Mortal" (1995) - Reprodução
Sharon Stone e Leonardo DiCaprio em cena de 'Rápida e Mortal' (1995) Imagem: Reprodução

De Splash, em São Paulo

31/03/2021 09h01

Leonardo DiCaprio tem Sharon Stone a agradecer por um dos papéis definidores de sua carreira nos anos 1990: de acordo com a atriz, ela pagou o salário do colega de elenco do seu próprio bolso quando o estúdio se recusou a escalá-lo em "Rápida e Mortal".

O faroeste de 1995 veio em um momento importante da trajetória de DiCaprio, quando ele tentava, aos 21 anos de idade, se provar como um verdadeiro astro após a performance revelação em "Gilbert Grape".

Esse garoto chamado Leonardo DiCaprio, para mim, era o único que tinha realmente mandado bem no teste para o papel. [...] Mas o estúdio me disse: 'Por que um desconhecido, Sharon? Por que você sempre atira no próprio pé?'. Me disseram para pagar o salário dele do meu próprio bolso se eu quisesse que ele estivesse no filme. Foi o que eu fiz."
Sharon Stone na autobiografia 'The Beauty of Living Twice'

Em "Rápida e Mortal", DiCaprio viveu o personagem conhecido apenas como The Kid, um jovem que está sempre tentando impressionar John Herod (Gene Hackman), que acredita ser seu pai biológico. Herod é o manda-chuva da cidade corrupta em que a protagonista, uma pistoleira sem nome (Stone), se hospeda.

No seu livro, a atriz contou também que precisou brigar com o estúdio para garantir a contratação de Sam Raimi, então conhecido por filmes de terror como "A Morte do Demônio". Como produtora de "Rápida e Mortal", portanto, ela foi bem mais proativa do que os executivos esperavam.

Às vezes, quando uma atriz recebe um crédito de produtora, os executivos pensam que é só uma questão de vaidade, o que significa que eles vão te pagar pelo trabalho, mas só querem que você cale a boca e saia do caminho. Eu não aceito um acordo como esses por vaidade, e sempre digo isso antes de assinar. Isso é ilegal, e eu sempre gosto de trabalhar dentro da lei."
Sharon Stone sobre filmes que produziu