PUBLICIDADE
Topo

Pressionado, Oscar volta atrás e permite discursos por videoconferência

Riz Ahmed em "O Som do Silêncio": ir a Los Angeles poderia ter dado dor de cabeça - Divulgação
Riz Ahmed em 'O Som do Silêncio': ir a Los Angeles poderia ter dado dor de cabeça Imagem: Divulgação

De Splash, em São Paulo

29/03/2021 15h39

A Academia do Oscar não "segurou o tranco" de sua decisão de proibir discursos por videoconferência na cerimônia de 2021, que ocorre no próximo dia 25 de abril. De acordo com o The Hollywood Reporter, os produtores do show voltaram atrás e vão permitir que alguns indicados apareçam por transmissão online.

A exigência anterior de comparecimento à Los Angeles, onde a cerimônia vai acontecer, irritou estúdios e representantes de indicados que não moram nos EUA, como os atores Riz Ahmed ("O Som do Silêncio") e Anthony Hopkins ("Meu Pai"), por exemplo.

Uma fonte do Deadline dentro de um estúdio explicou na ocasião que, enquanto em circunstâncias normais teria que pagar apenas uma ou duas diárias de hotel para cada indicado de fora de Los Angeles, este ano teria que arcar com as duas semanas de quarentena de cada um deles, antes e depois da cerimônia.

Isso sem nem considerar o quanto os projetos atualmente em filmagem pelos indicados seriam atrasados pela exigência da Academia. Por fim, alguns países com quarentenas mais restritas estão cobrando multas de cidadãos que saem de casa para atividades não essenciais.

No Reino Unido, por exemplo, a penitência é de 5 mil libras esterlinas, o equivalente a R$ 38 mil.

Olivia Colman e Anthony Hopkins em cena de 'Meu Pai': multas para ir ao Oscar? - Divulgação/IMDb - Divulgação/IMDb
Olivia Colman e Anthony Hopkins em cena de 'Meu Pai': multas para ir ao Oscar?
Imagem: Divulgação/IMDb

Caso tivesse mantido a sua decisão, o Oscar 2021 seria a primeira premiação em muito tempo a acontecer sem a ajuda de videoconferências. O Emmy do ano passado, o Globo de Ouro deste ano, e diversas outras cerimônias, contaram com indicados e vencedores aparecendo direto de suas casas.

O prêmio da Academia vai contar com algumas mudanças por causa do coronavírus, no entanto: ele vai acontecer em dois palcos diferentes em Los Angeles, um (a Union Station) onde indicados e vencedores estarão; e outro (o Dolby Theatre) onde ocorrerão apresentações musicais e outros momentos especiais da cerimônia.

Assim como o Oscar 2019 e o Oscar 2020, a edição 2021 da premiação vai acontecer sem um anfitrião principal.

Show de Janelle Monáe no Oscar 2020: performances musicais serão separadas de entrega de prêmios este ano - Getty Images - Getty Images
Show de Janelle Monáe no Oscar 2020: performances musicais serão separadas de entrega de prêmios este ano
Imagem: Getty Images