PUBLICIDADE
Topo

Sean Young: 'Charlie Sheen já colou aviso de 'vagabunda' nas minhas costas'

Charlie Sheen e Sean Young - Reprodução
Charlie Sheen e Sean Young Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/03/2021 18h10

Sean Young foi uma das maiores atrizes de Hollywood na década de 1980, e recentemente fez fortes revelações ao falar sobre experiências traumáticas que passou nos bastidores do filme "Wall Street: Poder e Cobiça (1987)".

No longa, ela contracenou com Michael Douglas, Daryl Hannah e Charlie Sheen, protagonista do filme de quem não guarda boas recordações junto com o diretor e roteirista Oliver Stone.

As informações foram reveladas em entrevista ao site americano The Daily Beast. Segundo a atriz, Sheen era "terrível", chegando ao ponto de colar uma fita adesiva em suas costas com a palavra "vagabunda" escrita durante as filmagens de uma das cenas.

Ela conta que Michael Douglas teria retirado a fita antes que a câmera começasse a gravar.

Young encurralou o ator no dia seguinte ao compará-lo com o pai dele, o astro Martin Sheen que também atuou em "Wall Street", falando do seu profissionalismo e perguntou: "Escrevendo 'vagabunda' em um pedaço de fita adesiva e colando nas minhas costas? Não é profissional. É simplesmente idiota. O que você está fazendo?".

Sean Young relembrou sobre o uso de cocaína que o ator fazia durante a produção do filme e disparou: "Isso é o que a droga faz com você".

Como falado, outra pessoa que Young também teve problemas foi com o diretor Oliver Stone, definindo ele como um "bastardo". A atriz lembrou de quando precisou defender a colega Daryl Hannah que estava desconfortável por conta de um figurino que deixaria ela com as costas nuas.

"Eu olho para Oliver e digo: 'Por que você quer que ela use um vestido assim, com o qual não se sente bem?'". Tal questionamento fez, de acordo com ela, com que o diretor retirasse falas do roteiro da sua personagem e as transferisse para Hannah.

Ainda segundo Young, ao confrontar Oliver sobre a falta de diálogos e o objetivo dela estar em algumas cenas sem falas, o diretor respondeu o seguinte: "Você está certa. Você está demitida".

Ela disse que pegou suas coisas, entrou em um carro disponibilizado por eles e pensou que iam deixá-la no centro de Nova York, mas o destino foi outro. "[Me deixaram] na rodoviária".

As revelações de bastidores voltam à cena mesmo anos depois de finalizado o filme. Em 2012, o próprio Oliver Stone afirmou que o papel de Young em "Wall Street" acabou "limado" devido ao seu comportamento no set.

Na ocasião, ele ainda disse que a atriz não ensaiava corretamente e, dentre muitas situações, decidiu mandá-la embora. "Ela tentou sair com algumas roupas do filme e tivemos um produtor que as recuperou".

Por fim, ele ainda contou os rumores que ouviu na época: "Ouvi dizer que ela estava nas ruas de East Hampton [em Nova York] furiosa e andando seminua".