PUBLICIDADE
Topo

De VJ da MTV a animador do Faustão: Otaviano Costa já fez de tudo na vida

Otaviano Costa comanda o OtaLab no UOL e também já brilhou na MTV e no 'Domingão do Faustão'
Otaviano Costa comanda o OtaLab no UOL e também já brilhou na MTV e no 'Domingão do Faustão'
Instagram/Reprodução

Daniel Palomares

De Splash, em São Paulo

22/03/2021 04h00

Otaviano Costa não gosta de dizer que vive seu melhor momento, em respeito a tantas coisas incríveis que já passaram por sua trajetória. E, realmente, o apresentador do OtaLab aqui no UOL não tem do que reclamar.

Ao longo de mais de 20 anos de carreira, Otaviano já fez de tudo: rádio, TV, internet, cinema, dublagem. E se engana quem acha que ele pensa em parar!

Em papo com Splash, ele relembra histórias curiosas do passado e revela os sonhos para o futuro.

Continua depois da publicidade

Paixão pelo rádio

Desde pequeno, lá em Cuiabá, onde nasceu, Otaviano já adorava brincar narrando e imitando vozes. O rádio era o seu maior companheiro e acabou deixando sua marca antes mesmo que ele pensasse em se tornar comunicador.

Quando me mudei para São Paulo, na rua da rádio Jovem Pan, sem querer encontrei o rádio na minha vida e deu um clique definitivo. Minha vida pertencia a isso. Ele imputou no meu RG comunicativo o timing, o uso da voz, o improviso.

Muito tempo depois, Otaviano retornou às origens ao se tornar apresentador da Rádio Globo, em 2017. Hoje, reconhece a força da voz como veículo dominante nas redes sociais, com o boom dos podcasts e do Clubhouse, app de conversas por voz que virou febre neste ano.

O rádio não deixou de ter força. Deixou de ter a convenção básica de ouvir o rádio no carro ou na beira da pia. Posso ouvir programas de várias maneiras, sem ser o ao vivo. O áudio sempre foi muito apaixonante para o ser humano. Encanta.

Continua depois da publicidade
gfbggfg - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Otaviano Costa apresentou programa matinal diário na Rádio Globo
Imagem: Reprodução/Instagram

Multitarefas

Otaviano revela que sempre ouviu nos bastidores da televisão que precisava escolher uma área para focar. "A máxima é que você não pode querer fazer várias coisas. Ouvi isso de gente grande", relembra. Qual a ironia que ele tenha se encontrado justamente acumulando funções.

A internet mostrou que isso não funciona mais. Quando eu saí da Globo, eles diziam que a Globo era uma só e eu já estava sendo vários Otavianos. Tudo que realizei nesses 2 anos fora é incrível: apresentador, ator, produtor, programa na TV a cabo, na internet. Estou num lugar muito feliz.

Muita história pra contar

Todos se lembram de Otaviano nas novelas, à frente do "O+" ou no "Vídeo Show". Mas você sabia que ele já animou a plateia do "Domingão do Faustão" e até atacou de VJ da antiga MTV? O currículo é de dar inveja!

Como posso criticar a MTV que era um chroma key e uma câmera, um monte de jovens, tendo liberdade para tudo? Era um laboratório de um monte de meninos criativos, ousados, que sabiam muito de música e cultura!

Continua depois da publicidade
trgrvfrf - Leticia Moreira/Folhapress - Leticia Moreira/Folhapress
Os ex-VJs da MTV durante gravação do "My MTV", em 2013
Imagem: Leticia Moreira/Folhapress

Ao lado de Faustão, Otaviano fez de tudo. Foi contratado como ator de pegadinhas, logo se tornou repórter e ainda pediu para animar a plateia e chamar atenção das câmeras. "Eu queria estar ali no meio, eu incendiava todo mundo", conta.

As histórias ainda permanecem na memória.

Vivi coisas incríveis em matérias para o 'Domingão'. Em 1999, viajei com o Charlie Brown Jr. para a Califórnia. Senti o que era ser um rockstar brasileiro. Andamos de limusine. O Chorão pedia para comer cinco pratos diferentes num restaurante e pagavam!

rgtrrerr - Reprodução - Reprodução
Otaviano Costa (à direita) como repórter do "Domingão do Faustão", em 1998
Imagem: Reprodução

Seu período no "Vídeo Show", especialmente ao lado de Mônica Iozzi, também é inesquecível. "Cinco anos, todos os dias ao vivo pro Brasil. Os famosos invadiam o estúdio. Era uma farra!", conta. Nada intimida Otaviano.

Continua depois da publicidade

Apresentei Réveillon para 2 milhões na Avenida Paulista, três vezes em Copacabana. Apresentei o Brazilian Day em Nova York. Já viajei o mundo, fiz coisas incríveis pela Europa e África. O que a comunicação me proporcionou é inestimável.

rgtrwrerrer - Roberto Machado/Folhapress - Roberto Machado/Folhapress
05.set.2010 - Brazilian Day, em Nova York
Imagem: Roberto Machado/Folhapress

Casamento mais forte

Otaviano e Flávia Alessandra completarão 15 anos de casamento no fim deste ano. A pandemia, responsável pelo fim de tantos relacionamentos, os deixou mais fortes. Juntos, eles criaram a agência Family, responsável pela administração e contratos publicitários do casal.

Enquanto muito casal se separa, nós nos juntamos mais ainda. A pandemia foi muito produtiva para que a gente reunisse nossa expertise. Sem contar tanta gente que pudemos ajudar. É lindo ver uma corrente de pessoas empregadas, girando conosco.

Otaviano conta que, em sua casa, só ele ainda não se contaminou com o coronavírus. Seus pais e outros familiares chegaram a precisar de atendimento hospitalar, mas já se recuperaram. "Vivo um momento feliz, mas é entristecedor ver tudo que está rolando no país", lamenta.

Continua depois da publicidade

Cheio de sonhos

Quem acompanha o OtaLab toda semana aqui no UOL sabe que sempre pode esperar grandes surpresas e convidados. "É uma reinvenção do jeito de fazer TV e internet. Entregar um programa desses, ainda mais durante a pandemia, só com uma equipe fantástica", se derrete.

Entre os nomes que já passaram pela atração, se encontram ícones como Xuxa, Pedro Bial, Marcos Mion e até divas gringas como Ellie Goulding. Para o futuro, Otaviano sonha ainda mais alto com o retorno à TV aberta.

grferfvrf - Divulgação - Divulgação
Otaviano Costa no OtaLab
Imagem: Divulgação

Nunca poderia imaginar que tão pouco tempo depois de sair da Globo conseguiria superar minhas expectativas. Sou movido pelas minhas realizações. Acho que a cerejinha do bolo que está faltando é voltar para a TV aberta com um programa que seja a minha cara.