PUBLICIDADE
Topo

Disney demite atriz de 'The Mandalorian' após post ofensivo no Instagram

Gina Carano como Cara Dune em "The Mandalorian" - Reprodução
Gina Carano como Cara Dune em 'The Mandalorian' Imagem: Reprodução

De Splash, em São Paulo

11/02/2021 08h41

Gina Carano não vai retornar ao papel de Cara Dune em "The Mandalorian", ou em qualquer outra das séries de "Star Wars" planejadas pelo Disney+. O estúdio decidiu demitir a atriz após um post nas redes sociais comparando o sofrimento dos judeus na 2ª Guerra Mundial com o suposto preconceito enfrentado por conservadores hoje em dia.

Gina Carano não é atualmente uma das atrizes contratadas da Lucasfilm, e não há planos para contratá-la no futuro. Mesmo assim, condenamos os posts dela nas mídias sociais, que ofendem pessoas baseando-se em suas identidades culturais e religiosas, como detestáveis e inaceitáveis."
Porta-voz da Lucasfilm, braço da Disney que produz 'Star Wars'

Carano apagou o post que causou a polêmica, mas prints circulam pelo Twitter. O texto postado por ela nos Stories do Instagram indicava que, na época do nazismo na Alemanha, judeus eram odiados e agredidos por seus próprios vizinhos antes dos campos de concentração serem estabelecidos.

"De que maneira isso é diferente de odiar alguém por suas crenças políticas?", perguntava o post, dando a entender que políticos e figuras públicas conservadoras sofrem o mesmo hoje em dia.

Esta não é a primeira vez que a atuação de Carano nas redes sociais é apontada como ofensiva. Em novembro, no Twitter, ela zombou do uso de máscaras para prevenir o coronavírus; e sugeriu, sem provas, que as eleições presidenciais norte-americanas tinham sido fraudadas.

Antes disso, ainda, Carano tinha sido alvo de críticas por fazer piadas sobre indivíduos transgêneros na rede social. Ela zombou do costume de incluir pronomes na "bio" do Twitter, para indicar a forma pela qual o usuário prefere ser chamado.

"A Disney está procurando por um motivo para demitir Gina há meses. Este post [sobre o Holocausto] foi só a gota d'água", disse um representante do estúdio ao The Hollywood Reporter.

Ainda de acordo com a fonte, antes dos posts polêmicos de Carano o Disney+ planejava transformá-la na estrela de sua própria série de "Star Wars", que teria sido anunciada em dezembro, junto com outras novidades da franquia.