PUBLICIDADE
Topo

'Bacurau' e diretor brasileiro são indicados ao Independent Spirit Awards

'Bacurau' entrou na categoria melhor filme internacional
'Bacurau' entrou na categoria melhor filme internacional
Divulgação

De Splash, em São Paulo

26/01/2021 13h07

O brasileiro "Bacurau" está entre os indicados a melhor filme internacional do Independent Spirit Awards 2021, a principal premiação do cinema independente dos EUA. O longa de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles estreou nos cinemas norte-americanos no ano passado.

Continua depois da publicidade

A cerimônia do Independent Spirit Awards acontece no próximo dia 22 de abril, no dia antes do Oscar 2021. Este é o segundo ano seguido em que uma produção brasileira concorre a melhor filme internacional na premiação, que ano passado indicou "A Vida Invisível" na categoria.

O cineasta paulista Edson Oda é o outro brasileiro que foi parar na lista do Independent Spirit Awards deste ano. Ele foi indicado a melhor filme de estreia por "Nine Days", longa produzido em Hollywood, estrelado por Winston Duke ("Pantera Negra") e ainda inédito por aqui.

Melhor filme

  • "First Cow"
  • "A Voz Suprema do Blues"
  • "Minari"
  • "Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre"
  • "Nomadland"
Continua depois da publicidade

Melhor filme de estreia (diretores)

  • Heidi Ewing, por "I Carry You With Me"
  • Radha Blank, por "The Forty-Year-Old Version"
  • Channing Godfrey Peoples, por "Miss Juneteenth"
  • Edson Oda, por "Nine Days"
  • Darius Marder, por "O Som do Silêncio"

Melhor filme internacional

  • "Bacurau" (Brasil)
  • "The Disciple" (Índia)
  • "La Nuit de Rois" (Costa do Marfim)
  • "Preparations to be Together for an Unknown Period of Time" (Hungria)
  • "Quo Vadis, Aida?" (Bósnia e Herzegovina)

Melhor direção

  • Lee Isaac Chung, por "Minari"
  • Emerald Fennell, por "Bela Vingança"
  • Eliza Hittman, por "Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre"
  • Kelly Reichardt, por "First Cow"
  • Chloé Zhao, por "Nomadland"

Melhor roteiro

  • Lee Isaac Chung, por "Minari"
  • Emerald Fennell, por "Bela Vingança"
  • Eliza Hittman, por "Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre"
  • Mike Makowsky, por "Má Educação"
  • Alice Wu, por "Você Nem Imagina"
Continua depois da publicidade

Melhor roteiro de estreia

  • Kitty Green, por "A Assistente"
  • Noah Hutton, por "Lapsis"
  • Channing Godfrey Peoples, por "Miss Juneteenth"
  • Andy Siara, por "Palm Springs"
  • James Sweeney, por "Straight Up"

Melhor ator

  • Riz Ahmed, por "O Som do Silêncio"
  • Chadwick Boseman, por "A Voz Suprema do Blues"
  • Adarsh Gourav, por "O Tigre Branco"
  • Rob Morgan, por "Bull"
  • Steven Yeun, por "Minari"

Melhor atriz

  • Nicole Beharie, por "Miss Juneteenth"
  • Viola Davis, por "A Voz Suprema do Blues"
  • Sidney Flanigan, por "Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre"
  • Julia Garner, por "A Assistente"
  • Frances McDormand, por "Nomadland"
  • Carey Mulligan, por "Bela Vingança"

Melhor ator coadjuvante

  • Colman Domingo, por "A Voz Suprema do Blues"
  • Orion Lee, por "First Cow"
  • Paul Raci, por "O Som do Silêncio"
  • Glynn Turman, por "A Voz Suprema do Blues"
  • Benedict Wong, por "Nine Days"
Continua depois da publicidade

Melhor atriz coadjuvante

  • Alexis Chikaeze, por "Miss Juneteenth"
  • Yeri Han, por "Minari"
  • Valerie Mahaffey, por "French Exit"
  • Talia Ryder, por "Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre"
  • Yuh-jung Youn, por "Minari"

Melhor nova série de TV

  • "I May Destroy You"
  • "Little America"
  • "Small Axe"
  • "A Teacher"
  • "Nada Ortodoxa"

Melhor ator em nova série

  • Adam Ali, por "Little America"
  • Nicco Annan, por "P-Valley"
  • Conphidance, por "Little America"
  • Amit Rahav, por "Nada Ortodoxa"
  • Harold Torres, por "ZeroZeroZero"

Melhor atriz em nova série

  • Elle Fanning, por "The Great"
  • Shira Haas, por "Nada Ortodoxa"
  • Abby McEnany, por "Work in Progress"
  • Maitreyi Ramakrishnan, por "Eu Nunca..."
  • Jordan Kristine Seamón, por "We Are Who We Are"
Continua depois da publicidade