PUBLICIDADE
Topo

Hotel ou prisão de luxo? O que rola antes do 'BBB' que a Globo não mostra

Tortura? Tratamento vip? Ex-BBBs contam como é a experiência no hotel antes do reality show
Tortura? Tratamento vip? Ex-BBBs contam como é a experiência no hotel antes do reality show
Fotomontagem/Globo/Reprodução/Instagram

Felipe Pinheiro

De Splash, em São Paulo

25/01/2021 04h00

Trancafiados em um hotel, os participantes do "BBB" precisam enfrentar a maior prova de resistência de suas vidas antes de entrar de fato no reality show.

Para se ter uma ideia, eles são vigiados 24 horas, não podem abrir as janelas e nem falar com funcionários. O "BBB 21" estreia hoje à noite.

Continua depois da publicidade

Splash conversou com ex-BBBs de diferentes temporadas ("BBB 1", "BBB 13", "BBB 15" e "BBB 20") e descobriu todos os detalhes desta etapa que não é mostrada a você, caro telespectador do programa.

Leka participou da primeira temporada, em 2002, que consagrou Kleber Bambam vencedor. Tudo era novidade e para ela o hotel serviu como uma preparação para se desconectar do mundo exterior.

"Não podíamos sair do quarto e nem nos comunicarmos com ninguém. Sem celular e sem acesso a TV ou computador".

Reprodução MOV - Reprodução MOV
Leka participou do primeiro 'Big Brother Brasil', realizado em 2002
Imagem: Reprodução MOV
As refeições eram escolhidas através de cardápio que vinha na bandeja do café da manhã. E os seguranças batiam na porta para entregá-las. Sem falar nada.
Leka, ex-participante do 'BBB 1'

Vigia 24 horas

Os participantes são isolados individualmente em quartos e sem acesso a qualquer forma de comunicação. Celular e TV? Proibidos. Em algumas edições, a produção disponibilizou filmes em DVD.

Seguranças se revezam em turnos de 24 horas, no corredor, mas só falam o necessário.

Continua depois da publicidade
Funcionária do hotel só vinha para a limpeza e nesse período era boca de siri. Não podia nem cumprimentar, ficava um segurança do programa junto. O produtor trazia as refeições.
Cézar Lima, campeão do "BBB 15"

'Prisão' de luxo

Os quartos são reorganizados para que os novos brothers sejam acomodados. A produção tira até os quadros das paredes. Cézar se lembra que eram duas camas, uma para dormir e outra em que deixava seus pertences. As janelas, diz, foram lacradas.

Divulgação - Divulgação
Cézar Lima faturou o prêmio de R$1,5 milhão no 'BBB 15'
Imagem: Divulgação
Tinha uma visão privilegiada na Barra da Tijuca. Dava para ver a praia, o pôr do sol. Enquanto você está lá, te tratam muito bem. Só depois te jogam aos leões.
Cézar Lima

O que fazer para passar o tempo?

Sem redes sociais, TV, celular, internet... Uma voltinha pelo hotel? Nem pensar! O que resta então para fazer é...

Continua depois da publicidade
Não lembro exatamente quantos dias foram, mas algo entre sete e dez. Eu amo ler. Li muito. E tomava vários banhos. Rezava também! Mas nunca pensei em desistir.
Leka

Desistir? Jamais

Cézar tentou entrar no "BBB" várias vezes e, apesar da dificuldade do confinamento no hotel, se impressiona quando um participante pede para sair. Isso já aconteceu algumas vezes e também do brother ser desclassificado nesta etapa por violar alguma regra. Ele ficou dez dias no hotel.

Eu tinha medo de ser desclassificado ou estar ali de reserva e não entrar no programa. Adorei a experiência de ficar no hotel. Foi muito importante aquele período para refletir.
Cézar Lima

O que mais é possível fazer no quarto?

"Veio um personal e deixou elásticos para musculação. Acabei usando bastante. E também aquelas bolas para fazer funcional", lembra Cézar.

Continua depois da publicidade
É um tratamento vip; ali vem tratamento estético, ajuste de figurino, dão roupa para a gente, é mil maravilhas.
Cézar Lima

Pior do que o "BBB"?

Ivan entrou no "BBB 13". Para ele, o hotel foi mais difícil do que o reality inteiro.

"O que me marcou foi perceber o quão danoso para a mente humana é um confinamento solitário num espaço reduzido. E isso que o quarto era extremamente confortável e eu comia do bom e do melhor".

Divulgação/Globo - Divulgação/Globo
Ivan, do "BBB 13"
Imagem: Divulgação/Globo
Pelo menos de certa forma isso me preparou para o que estamos todos passando atualmente.
Ivan, ex-participante do "BBB 13"
Continua depois da publicidade

Pressão extrema

Ivan, assim com os outros ex-BBBs ouvidos pela reportagem, não cogitou desistir de entrar na casa. Mas ele entende quem pula fora do barco: "Eu estava muito curioso para entrar no programa e consegui aguentar. Mas eu entendo quem desiste. É, de certa forma, uma tortura psicológica".

Olhos vendados

Ex-BBBs relatam que precisaram ter seus olhos vendados em alguns momentos, como por exemplo quando chegam ao hotel. É por isso que nem todo mundo sabe ao certo em qual lugar fica hospedado. É muito mistério!

Muitos também relatam que no quarto têm contato com Boninho, o diretor.

"BBB 20"

A edição do ano passado entrou para a história do programa. Além da repercussão, pela primeira vez foram confinados anônimos com famosos. Será que ex-BBBs do grupo Camarote ganharam algum privilégio no hotel?

Divulgação/Globo - Divulgação/Globo
Mari Gonzalez participou do "BBB 20"; ela foi uma das sisters convidadas para o programa
Imagem: Divulgação/Globo
Fiquei cinco dias confinada, sem celular e TV. Meditei, treinei, escrevi e refleti muito. A ansiedade é grande e a expectativa também. Não via a hora de entrar na casa!
Mari Gonzalez, influenciadora e ex-BBB
Continua depois da publicidade

E que comece o "BBB 21"! Estamos de olho...