PUBLICIDADE
Topo

Músico supera covid-19 e recebe novo pedido de casamento: 'Mil vezes, sim'

Sérgio Freitas, 45, recebeu alta ontem, após ficar 27 dias internado no Hospital de Campanha Célia Câmara, em Goiânia - Arquivo pessoal
Sérgio Freitas, 45, recebeu alta ontem, após ficar 27 dias internado no Hospital de Campanha Célia Câmara, em Goiânia Imagem: Arquivo pessoal

Felipe Munhoz

Colaboração para o UOL, em Lençóis (BA)

23/01/2021 16h23

O vocalista da banda de rock Breakdown, Sérgio Freitas, 45, recebeu alta ontem, após ficar 27 dias internado no Hospital de Campanha Célia Câmara, em Goiânia, devido a complicações no tratamento da covid-19. Logo depois, o cantor foi surpreendido pela sua esposa, Rafaella Viana, 40, com um novo pedido de casamento, ao qual não teve dúvidas em responder: 'Mil vezes, sim'.

Quando chegamos em casa ele disse que queria ir direto para a cama. E, quando abriu a porta do quarto, foi surpreendido por balões de corações no teto, muitas fotos nossas, alianças e um arranjo escrito: 'Quer casar comigo?'. Como renovação dos nossos votos feitos há 19 anos atrás. [Ele] chorou e disse: 'Claro que sim! Mil vezes, sim'. Falou que não poderia ter tido recepção melhor. Rafaella Vianna

Sérgio Freitas e sua esposa, Rafaella Viana, 40 - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
O cantor foi surpreendido pela sua esposa, Rafaella Viana, 40
Imagem: Arquivo pessoal

O músico sentiu os primeiros sintomas da covid-19 no dia 16 de dezembro. Ele começou o tratamento no dia 19 com antibióticos e corticoides receitados pelos médicos depois de apresentar febres fortes e desmaiar duas vezes. O tratamento em casa não surtiu efeito e Sérgio foi internado no dia 25 de dezembro.

No dia 27 ele foi intubado e, depois de um período de intubação, os médicos optaram por fazer a traqueostomia para preservar as cordas vocais. No segundo dia de internação, quando estava na UTI [Unidade de Tratamento Intensivo], ele teve injúria renal [insuficiência aguda nos rins] e foi necessário fazer hemodiálise a cada 48 horas. Cada sessão dura 4 horas, mais ou menos.

Sérgio chegou a ter 75 a 90% dos pulmões comprometidos pelo vírus e, na opinião da esposa dele, sua recuperação foi um milagre divino. "Sérgio é um milagre de Deus. É prova viva porque, quando ele estava na UTI, teve médico que falou para mim que ele tinha 10% de chance de sobreviver. Que de cada dez pessoas que vão para UTI [com covid] e são intubadas, apenas duas sobrevivem", afirmou emocionada.

Rafaella Viana tem uma empresa de eventos e, assim como o marido, trabalha em um setor profissional muito afetado pela pandemia do novo coronavírus, o que deixou a situação ainda mais complicada para o casal. Além disso, eles têm uma filha e Sérgio tem mais quatro filhos.

pedido - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

"Desde o início da pandemia fomos muito afetados e sem renda. Minha mãe ajudava sempre com as contas. E o que nós tínhamos de reserva íamos complementando. Mas, graças a Deus, existem pessoas de bem que se movimentaram para nos ajudar financeiramente. Até porque o Sérgio terá uma recuperação pela frente e custos com remédios, especialistas como fonoaudiólogo, fisioterapeuta, fisioterapeuta pulmonar, clínico geral. E ele ficará sem renda porque não poderá fazer os shows", contou Rafaella, que disse também que ele segue fazendo hemodiálise.

Depois desta experiência desafiadora, a empresária refletiu que os valores do casal foram revistos. "Isso tudo serviu para não só nós, mas como todos que estão próximos, aprender a rever valores. O que importa na vida é saúde. E ter a certeza de que sem Deus não somos nada. Deus está fortemente presente em toda nossa vida. E é preciso ter amor e empatia com o próximo", concluiu.