PUBLICIDADE
Topo

Netflix rompe com ator de 'Sintonia' que não cumpriu protocolo contra covid

ÉoBronks interpreta personagem "Torto", na série "Sintonia"
ÉoBronks interpreta personagem "Torto", na série "Sintonia"
Reprodução / Instagram

Guilherme Lucio da Rocha

De Splash, em São Paulo

22/01/2021 13h19

O influencer ÉoBronx, que interpreta o personagem Torto na série "Sintonia", da Netflix, teve seu contrato encerrado após não cumprir "protocolos de segurança para prevenção da covid-19".

Em nota, a plataforma disse que o ator também não cumpriu outras cláusulas previstas em contrato.

Continua depois da publicidade

As gravações para segunda temporada da série, que é realizada em parceria com a produtora KondZilla, já estão rolando. No entanto, a Netflix não informou qual o impacto na trama sem o ator que, de acordo com a plataforma, colocou "em risco a segurança de todos os envolvidos na produção".

Após uma sequência de infrações, seu contrato foi devidamente terminado, sem terem sido aplicadas demais penalidades.
Netflix, em nota enviada para Splash

O influencer se pronunciou via stories do Instagram e afirmou ter recebido um "ok" para realizar trabalhos externos enquanto as gravações estavam paralisadas por conta da pandemia do novo coronavírus.

ÉoBronks disse que estava na Praia Grande, litoral de São Paulo, trabalhando com divulgação de marcas, quando foi comunicado que realizaria uma cena dentro de um carro e, segundo ele, por ter se exposto ao coronavírus, foi comunicado da rescisão contratual.

Continua depois da publicidade
Eu estava trabalhando, não estava na praia. Preciso de dinheiro. Eles poderiam remarcar a cena, acho que foi uma injustiça. Eu nunca me neguei a fazer teste.
ÉoBronks, via Instagram

Splash tentou contato com o ator, mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem.

Também pelo Instagram, o MC Jottapê, que interpreta o personagem Doni na série, reforçou que ÉoBronks não vinha cumprindo suas obrigações contratuais.

Segundo o funkeiro, seu agora ex-companheiro de série faltou em gravações e se recusava a realizar testes periódicos de covid-19.