PUBLICIDADE
Topo

Por que Kim Cattrall, a Samantha, não vai voltar a 'Sex and the City'?

Kim Cattrall em Sex and the City
Kim Cattrall em Sex and the City
Divulgação

Beatriz Amendola

De Splash, em São Paulo

13/01/2021 04h00

A volta de "Sex and the City", no HBO Max, não vai ter o quarteto que a gente amava ver: Kim Cattrall, a Samantha, ficou de fora do revival da série.

A nova leva de dez episódios, chamada "And Just Like That...", vai acompanhar as novas aventuras de Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), Charlotte (Kristin Davis) e Miranda (Cynthia Nixon), agora cinquentonas.

Continua depois da publicidade
Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

A Samantha de Kim vai fazer falta... mas não era exatamente inesperado que algo assim iria acontecer, após anos de atrito no elenco.

Vem que vamos explicar essa treta aqui:

Discrepância nos salários

Os problemas parecem ter começado lá em 2004, ano em que a série acabou. Kim deu a entender que divergências nos salários do elenco principal contribuíram para o fim da série —mas não falou de Sarah Jessica Parker, a grande estrela e que, portanto, devia ganhar mais.

Senti que, depois de seis anos, era a hora de todos nós participarmos do vendaval financeiro de 'Sex and the City'. Quando eles não se mostraram abertos à ideia, achei que era hora de seguir em frente.

Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução
Continua depois da publicidade

Calmaria

Então vieram dois filmes da franquia, em 2008 e 2010, e as atrizes negaram os rumores de que houvesse algum conflito entre elas. Ambas atribuíram as fofocas ao machismo, com Sarah dizendo que o elenco predominantemente masculino de "Família Soprano" nunca havia passado pelo mesmo.

O terceiro filme

Bom, se não existia nenhum problema até então, ele passou a existir na época das negociações para um possível terceiro filme baseado na série. Em 2017, o "Daily Mail" publicou um texto culpando Kim pelo fato de o projeto não ter ido para a frente.

Segundo o tabloide, a atriz teria exigido que a Warner produzisse outros projetos seus em troca de sua participação no filme. Ela, no entanto, negou isso, dizendo que havia apenas se recusado a fazer o filme.

Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Mas claro que não parou por aí...

Sarah afirmou que estava decepcionada por não poder fazer um terceiro filme, e Kristin Davis disse que a situação era "frustrante".

Continua depois da publicidade

Pouco depois, Kim afirmou que sua decisão de deixar Samantha para trás não era por dinheiro, mas para se abrir a novos projetos. No entanto, ela também disse que nunca foi amiga das outras atrizes de "Sex and the City" e que Sarah "poderia ter sido mais legal" na época da série.

Vixe!

Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Treta no Instagram

A confusão ganhou um novo capítulo nas redes sociais em 2018, quando Sarah fez um comentário no Instagram mandando seus sentimentos a Kim, que havia acabado de perder o irmão.

A ex-colega não gostou nem um pouco, e rebateu, dizendo que Sarah havia sido cruel com ela.

Você não é minha família. Você não é minha amiga. Então estou escrevendo para te dizer, uma última vez, para você parar de explorar minha tragédia para restaurar sua imagem de 'garota legal'.

Continua depois da publicidade

Meses depois, em uma entrevista ao site Vulture, Sarah voltou a negar qualquer mal-estar entre as duas na época da série: "Não era um set com duas mulheres que não se davam bem. Eu sempre tive muita consideração pelo trabalho de Kim e sempre fui grata por suas contribuições".

Em 2019, em entrevista ao jornal "The Guardian", Kim voltou a falar sobre a sua decisão de não fazer um terceiro filme.

Depois do segundo, já me bastava. Eu não conseguia entender por que eles não apenas me substituíram, em vez de gastar tempo me pressionando. 'Não' significa 'não'.

Resta saber agora como a história vai tratar a ausência de Samantha nos novos episódios.

Continua depois da publicidade

"And Just Like That...", a nova temporada de "Sex and the City" tem previsão de estreia ainda em 2021 nos Estados Unidos. No Brasil, o futuro é incerto, já que o HBO Max ainda não está disponível.

Errata: o texto foi atualizado
A versão original deste texto afirmava que o segundo filme de "Sex and the City" é de 2012, mas a produção é de 2010. O erro já foi corrigido.