PUBLICIDADE
Topo

Paulo Antunes encara nova vida nos EUA e relembra fase como ator

O comentarista da ESPN Paulo Antunes
O comentarista da ESPN Paulo Antunes
Arquivo Pessoal / Instagram @pauloantunesoficial

Lucas Tieppo

Colaboração para Splash

21/12/2020 05h00Atualizada em 21/12/2020 18h19

Há 18 anos, Paulo Antunes fez as malas e deixou os Estados Unidos, após passar parte da infância e toda a adolescência no país. O retorno ao Brasil, aos 23 anos, visava resgatar as origens que sentia perder ao enfrentar a frieza dos norte-americanos enquanto morou na gelada Boston.

Boston no inverno - Wikimedia Commons - Wikimedia Commons
Boston no inverno
Imagem: Wikimedia Commons
Continua depois da publicidade

Quase duas décadas depois, o comentarista da ESPN fez o caminho oposto, agora para viver e trabalhar na Flórida.

Eu volto a morar nos EUA com o coração aberto, eu sempre falo que fui embora do país porque acho que é um lugar um pouco frio, fechado para algumas coisas, e isso não é da minha personalidade. Afeta um pouco minha essência

"Eu sentia que estava perdendo um pouco meu lado latino e isso estava me afetando negativamente", afirmou Paulo em entrevista a Splash.

E para não voltar a perder a essência, o comentarista da ESPN escolheu morar em Miami, cidade na Flórida com forte presença de brasileiros. Além disso, a família mora em Sarasota, cidade a 370 quilômetros de distância.

Continua depois da publicidade

A decisão de mudar foi minha. Tenho família na Flórida e fui criado aqui. Gosto muito do país e do povo brasileiro, então admito que fiquei um pouco apreensivo com a mudança. Agora eu volto muito mais maduro, mais velho e quero ficar perto dos latinos na Flórida

"Nada contra os americanos, mas quero ficar perto dos brasileiros. A energia é diferente e ela me alimenta", diz um dos principais comentaristas dos esportes americanos da ESPN.

Ele trabalha em pelo menos três jogos por semana.

Antunes seguirá trabalhando de forma remota nas partidas e em participações na programação do canal. As lições tiradas na pandemia do novo coronavírus serão colocadas em prática a milhares de quilômetros de distância.

Continua depois da publicidade

Aprendemos que dá para narrar e comentar jogos de casa e de qualquer lugar do mundo, isso é impressionante

"Sigo com minhas participações no ESPN League e nos outros programas da casa. Precisamos ver o que podemos fazer in loco nas coberturas, porque o momento é realmente incerto."

Um dos motivos da mudança é justamente estar mais perto dos acontecimentos das principais ligas norte-americanas, como NFL, NBA e MLB, mas Paulo tem evitado circular muito por causa do aumento no número de casos da Covid-19 no país.

Mesmo assim, os planos para o futuro envolvem presença in loco nos grandes eventos.

Por enquanto, o comentarista segue uma rotina agitada com gravações de vídeos para as redes sociais, participações na grade da ESPN e a produção de um curso de futebol americano voltado para o fã do esporte. Tudo isso do seu apartamento.

Continua depois da publicidade

Gravo tantos vídeos durante a semana, tem muito trabalho na ESPN e fica difícil curtir a cidade, fui só uma vez visitar a família em Sarasota. Depois da temporada da NFL as coisas vão ficar mais tranquilas

Aos poucos Paulo consegue realizar alguns desejos que tinha quando ainda morava em São Paulo. Há duas semanas, ele assistiu a um jogo do Miami Dolphins no estádio, pegou um Uber e comentou um dos jogos da rodada da NFL da sala de casa. Além disso, mora a poucos metros do restaurante favorito.

Da minha sacada, consigo ver o Joe's Crab, que é um restaurante que eu simplesmente amo. Em SP eu ficava sonhando com o Joe's Crab. Mas é um pouco caro e sabe como está o dólar, né? Só fui uma vez desde que cheguei

Paulo conta com a maturidade e os anos a mais para encarar a nova realidade. "Estou de volta e não posso deixar esse passado entrar na minha cabeça e me afetar. Já tive um pequeno episódio em que uma pessoa me tratou mal, foi grossa, mas aí tento ter dó da pessoa."

Ah, e para quem não sabe

Paulo é formado na escola de atores do diretor Wolf Maya e já atuou em novelas da Globo e do SBT, como "Cristal" e "Cobras e Lagartos".

E não descarta a possibilidade de um dia voltar a atuar.

Continua depois da publicidade
Paulo Antunes no SBT - Reprodução - Reprodução
Paulo Antunes em cena da novela 'Cristal', do SBT
Imagem: Reprodução

Voltar a atuar não é um sonho, mas se tivesse a oportunidade, eu voltaria

"É uma arte realmente espetacular e com minha experiência na comunicação, eu seria um ator bem melhor do que na época das novelas do SBT e da Globo. Seria melhor. Mas não sei, aprecio muito a arte de atuar. Se surgir uma oportunidade, não sei, talvez?"