PUBLICIDADE
Topo

Material inédito de Renato Russo está em SP com empresa especializada

Material inédito de Renato Russo, armazenado na Clé Reserva Contemporânea - Divulgação
Material inédito de Renato Russo, armazenado na Clé Reserva Contemporânea Imagem: Divulgação

Caio Coletti

De Splash, em São Paulo

18/12/2020 09h57

O material inédito de Renato Russo e da Legião Urbana, que foi recuperado pela Polícia Civil em um depósito no Rio de Janeiro, agora se encontra em São Paulo. As fitas estão sob os cuidados da Clé Reserva Contemporânea, uma empresa especializada em armazenamento de arte, como confirmou a assessoria de Giuliano Manfredini, filho de Renato, ao UOL.

O material será armazenado em um local com monitoramento remoto por câmeras em CFTV Digital. O prédio da empresa em si tem estrutura 100% em concreto, e conta com o que há de mais moderno em termos de climatização, segurança predial e prevenção contra incêndio.

Renato Russo - Divulgação - Divulgação
Renato Russo tem músicas inéditas
Imagem: Divulgação

'Interesse é tornar público'

Manfredini, também responsável pela Legião Urbana Produções, disse que confia na empresa, "uma das mais respeitadas do mundo em guarda de obras de arte, respeitando todas as normas da museologia internacional".

Manfredini ainda fez uma apólice de seguro para garantir a integridade do material. "Ainda desconheço o conteúdo completo do material recuperado, precisamos verificar se é o que foi retirado do apartamento do meu pai e não devolvido", contou.

"O nosso interesse é tornar público qualquer material que tenha presença do meu pai e que pertença ao seu acervo, sempre respeitando as leis e os direitos das pessoas e instituições envolvidas", completou.

A operação

Denominada como "Operação Tempo Perdido", em homenagem à canção da Legião Urbana, a ação da polícia que recuperou as fitas inéditas começou em outubro, após denúncia de Manfredini — ele disse que um estúdio na Zona Sul do Rio poderia ter canções inéditas do pai.

Na ocasião, os policiais disseram ter encontrado um documento que citava 30 músicas nunca lançadas oficialmente. Entre elas, segundo os agentes, estavam versões inéditas de canções já conhecidas da Legião Urbana, e algumas originais.

Dois meses depois, os policiais encontraram o material listado no documento em um galpão na Zona Norte da cidade, confirmando que haviam canções inéditas — o que produtores que trabalharam com a obra de Renato Russo tinham inicialmente negado.

12.mai.2014 - Filho de Renato Russo, Giuliano Manfredini, no quarto que foi do pai, no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro - André Lobo/UOL - André Lobo/UOL
12.mai.2014 - Filho de Renato Russo, Giuliano Manfredini, no quarto que foi do pai, no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro
Imagem: André Lobo/UOL