PUBLICIDADE
Topo

Paródia do Cebolinha 'maconheiro' some após pedido da MSP; autor vai à CCXP

Boldinho, versão 'maconheira' do Cebolinha, some após pedido da MSP; autor Daniel Paiva está na CCXP
Boldinho, versão 'maconheira' do Cebolinha, some após pedido da MSP; autor Daniel Paiva está na CCXP
reprodução/Daniel Paiva

Ana Carolina Silva

De Splash, em São Paulo

06/12/2020 13h18

O personagem Boldinho, versão maconheira do Cebolinha criada pelo artista Daniel Paiva, foi retirado da internet após o autor receber uma notificação extrajudicial da Mauricio de Sousa Produções (MSP). Daniel marca presença no Artists' Valley no último dia da CCXP Worlds.

Hoje, ele deve fazer uma live só para maiores, dentro da plataforma do evento, às 16h20 (de Brasília) -a transmissão também pode ser vista em seu canal do YouTube, "Danieis LTDA". Em papo com Splash, Daniel disse que já falou o que precisava falar sobre Boldinho (no vídeo abaixo).

Continua depois da publicidade

Recentemente, eu recebi uma notificação extrajudicial. Apesar de não concordar com o que foi alegado, estou tirando as imagens do ar porque não tenho recursos financeiros para assumir essa briga na Justiça. Então eu preferi, com muita tristeza, tirar as imagens do personagem Boldinho do ar.

- Daniel

Splash também entrou em contato com os representantes da MSP, e a empresa optou por não comentar este assunto.

O fato de o Cebolinha ser um personagem infantil (que é uma criança) torna este assunto muito delicado.

Porém, Daniel justifica que as tiras do Boldinho eram publicadas em espaços restritos para maiores de idade.

Continua depois da publicidade

Segundo Daniel, a notificação extrajudicial da MSP teria alegado que a paródia traz descrédito à obra original do Cebolinha; paródias não violam a Lei de Direitos Autorais, a não ser que haja descrédito ou reprodução da obra original.

O artista afirma que seu trabalho não tinha estes problemas.

Nunca foi minha intenção trazer descrédito à obra original. No meu ponto de vista, ser maconheiro ou caracterizar alguém como maconheiro não é descrédito. Pelo contrário, eu estava fazendo uma homenagem ao original. É claro que o autor não precisa gostar, mas, para mim, era uma homenagem.

- Daneil

Continua depois da publicidade

Ontem, a MSP teve seu painel na CCXP Worlds e aproveitou para anunciar duas novidades: a primeira cena do filme "Turma da Mônica - Lições", que tem estreia prevista para 2021, e um crossover da turminha com o Garfield, que será publicado no ano que vem.

Poucos minutos antes do painel da MSP, Daniel abriu uma live na CCXP para explicar seu trabalho. Ele afirma que tem um objetivo quando cria paródias e personagens como o Boldinho: alimentar o debate sobre a legalização da maconha e de outras drogas —pautas defendidas por ele.

Essa luta não é só para a gente poder fumar maconha, é para acabar com essa política toda de genocídio da juventude negra e das periferias, das favelas, das comunidades do Brasil. É uma discussão muito séria. Por mais que um quadrinho do Boldinho possa ser bobo, por trás tem toda essa discussão.

Continua depois da publicidade

Saiba mais sobre a CCXP Worlds: