PUBLICIDADE
Topo

Lázaro Ramos relata nervosismo em cena inesperada de 'Madame Satã'

Lázaro Ramos em 'Madame Satã'
Lázaro Ramos em 'Madame Satã'
Reprodução/Youtube

Marcela Ribeiro

De Splash, no Rio

01/12/2020 04h00

Lázaro Ramos viveu no cinema João Francisco dos Santos, a Madame Satã, figura famosa na vida noturna do boêmio bairro da Lapa, no Rio de Janeiro, nos anos 1930. Ele admitiu que foi surpreendido pelo diretor Karim Aïnouz com uma cena inesperada no meio das gravações.

Continua depois da publicidade

Esse filme que já está na minha vida há tantos anos e me ensinou muito. É uma cena de aprendizado. Como é importante a gente trabalhar não apenas com a certeza, mas também com a intuição.

O ator se recorda da cena em que o personagem está em frente a um espelho.

"Essa cena foi no meio da filmagem. Na minha cabeça, eu já tinha encontrado o personagem, já sabia como dizer o texto, e o Karim me falou: 'Você está sabendo demais. Esse personagem é sobre se descobrir e se reinventar'."

Ele me deu esse texto e disse: 'Você tem um tempo muito curto para decorar, e a gente já vai filmar'. Eu decorei. Fiquei nervoso, porque era um texto novo e, de repente, fiz a cena num lugar que eu não tinha me reconhecido ainda como ator. Por isso ela é tão importante para mim.

Continua depois da publicidade

Quando Lázaro recebeu o pedido de Splash para eleger sua cena inesquecível, ele admite que ficou na dúvida entre filmes como "Ó Paí Ó", "Tudo o que Aprendemos Juntos" e "O Beijo do Asfalto".

Quando faço um filme, me envolvo emocionalmente com ele de forma que isso fica tatuado para sempre [em mim].