PUBLICIDADE
Topo

Rindo de Trump? Elisa Veeck explica motivo de gargalhada na CNN Brasil

Rafael Colombo e Elisa Veeck não seguraram o riso no "CNN Novo Dia" de hoje
Rafael Colombo e Elisa Veeck não seguraram o riso no "CNN Novo Dia" de hoje
Reprodução / CNN

Felipe Pinheiro

De Splash, em São Paulo

27/11/2020 12h17

Âncoras do "CNN Novo Dia", Rafael Colombo e Elisa Veeck não seguraram uma crise de riso em plena transmissão ao vivo das notícias do dia na CNN Brasil. A gargalhada acabou chamando atenção porque Colombo noticiava a possível saída Trump da Casa Branca.

Mas qual foi a graça? Também queremos rir!

Continua depois da publicidade

Rindo de Trump?

Algumas pessoas entenderam a risada como de mau gosto, de forma jocosa mesmo, por Donald Trump questionar o resultado das eleições que fez de Joe Biden o novo presidente dos EUA.

Afinal, por que a risada?

Trump não tinha nada a ver. Splash conversou com Elisa e ela explicou:

"Fui improvisar umas palavras em uma escalada de notícias. E, na hora da descontração de uma notícia, achamos graça. Só que, assim como qualquer crise de riso, veio um riso frouxo e a gargalhada desandou".

Interrompemos a fala, tentamos nos explicar, mas, para mim, o interessante disso tudo, é mostrar que somos de verdade, que fazemos um jornalismo natural. E, assim como na vida, às vezes o riso desanda.

Elisa Veeck, jornalista e apresentadora da CNN Brasil

Continua depois da publicidade

Rafael Colombo foi ao Twitter e acabou assumindo a culpa pela crise de riso.

Eu não estava rindo da notícia. Nós cometemos um erro na manchete do Correspondente Médico e achei graça. Foi isso.

Rafael Colombo, jornalista e apresentador da CNN Brasil

Ainda no ar, o jornalista se desculpou:

"Foi uma falha terrível e foi provocada por mim aqui, tive um ataque de riso terrível".

Continua depois da publicidade

É sextando que fala!

Mesmo sem entender do que se tratava, muita gente se divertiu com os apresentadores.

A química dos âncoras também foi elogiada

Continua depois da publicidade

É claro que tudo vira polêmica, até uma risada espontânea. Mas o importante é acalmar os ânimos pois, como diria Chico Pinheiro:

"Graças a Deus, é sexta-feira! É vida que segue!".