PUBLICIDADE
Topo

Futuro MasterChef? Tio de 22 anos de Tatá Werneck é cozinheiro e já fez TV

Yan Brito, tio de 22 anos de Tatá Werneck
Yan Brito, tio de 22 anos de Tatá Werneck
Reprodução/Instagram

Felipe Pinheiro

De Splash, em São Paulo

09/11/2020 04h00

Quem não tem uma boa história de família? Tatá Werneck possui algumas (e nem estamos falando da suposta treta com a sogra) que parecem até piada. É o caso de Yan Brito, o tio de 22 anos dela.

Como ela pode ter um tio tão mais novo? Splash confirmou o parentesco, além de descobrir mais curiosidades.

Continua depois da publicidade

É uma história meio louca de entender, mas o meu pai, avô da Tatá, me teve quando ela já era nascida. Por isso que já nasci tio dela. É meio confuso mesmo, mas é assim nas melhores famílias.

Quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?

A humorista contou sobre o tio para os seguidores e deu um nó na cabeça da galera.

"Muita gente não acreditou que realmente era verdade, alguns comentários de algumas pessoas que acharam que era mais um trava-língua da Tatá", disse Yan.

Não é de hoje que Yan é alvo das brincadeiras da apresentadora do "Lady Night". Uma das lembranças mais marcantes vem da infância:

Continua depois da publicidade

Durante uma festa, coloquei uma moedinha no brigadeiro dela. Obviamente que ela percebeu, e sendo a rainha do improviso, fingiu engasgar e cair no chão. Morremos de rir, mas hoje vejo que foi uma brincadeira muito legal, mas como disse antes, eu não era fácil.

Poderia ser ator...

Yan tem mais em comum com Tatá do que o laço de sangue: ele também já fez televisão em um passado distante, quando mal podia falar.

"Fiz aparições quando praticamente era recém-nascido, na novela 'Anjo Mau'. Também em alguns episódios de séries do Renato Aragão", lembra.

O que vai ser quando crescer?

Ele flertou com o meio artístico na infância, mas o que realmente passou a fazer sentido para a sua vida profissional foi a gastronomia. A vontade de ser cozinheiro já existia dentro de Yan quando ele era pequeno. Mas a certeza só veio quando ele se mudou para o Canadá.

Tinha uma aula de Culinary Arts onde podíamos aprender sobre cozinha quente e confeitaria. Eles [na escola] me mostraram um caminho diferente, um que eu podia sim trabalhar com o que eu amava.

Continua depois da publicidade

Ele também estudou em Paris, algo que, em suas palavras, mudou a sua vida.

Minha vida lá foi baseada em momentos difíceis, porque morar fora nunca é assim tão fácil, os franceses não eram de muito ajuda. O que realmente me forçou a aprender a língua, e hoje em dia sou grato a isso.

Com o sonho de um dia abrir o próprio restaurante, será que ele participaria do "MasterChef"?

"Gostaria, sim! Acho que seria ótimo em termos de crescer como cozinheiro. E se eu me daria bem? Isso só estando lá mesmo para saber".

Continua depois da publicidade

Acho muito interessante todos os programas bem feitos de cozinha, porque leva aquela luz para alguém, que talvez como eu, não sabia bem se a gastronomia era mesmo um caminho possível a ser seguido.