PUBLICIDADE
Topo

Fama limitou a adolescência do elenco da 'TV Cruj'

Colaboração para Splash, de São Paulo

31/10/2020 04h00

A fama tem seu preço. E foi chegando na adolescência que os integrantes da "TV Cruj" —que ficou no ar entre 1997 e 2003— perceberam quanto teriam que pagar. Acostumado a uma vida diferente da maioria dos amigos, o elenco começou a sentir falta da "vida normal" quando foi chegando a hora de descobrir a juventude. Eles falaram sobre essa fase no "Oi, Sumido" que lembrou esse clássico dos programas infantis do fim dos anos 1990 e início dos anos 2000.

Jussara Marques, a Maluca, completou 18 anos no auge do sucesso do programa (ela entrou aos 12) e se comparou à Miley Cyrus/Hannah Montana.

Tinha uma época que eu queria sair, queria fumar um cigarro, queria beber e não podia.

Ela tinha consciência de que a limitação era fruto de um trabalho que ela mesma se dedicou para construir. Mesmo assim, não era fácil conciliar uma vida normal à fama.

Esse momento de amadurecimento também foi difícil para Danielle Lima, principalmente na hora de se relacionar.

Eu nunca sabia se as pessoas queriam ficar comigo porque gostavam de mim ou porque queriam falar que ficaram com a Pipoca.

Tretas e conflitos

E tanto hormônio de crescimento reunido no mesmo estúdio não podia ter resultado em outra coisa senão muitas tretas. Danielle nem pensou duas vezes para disparar: "Hoje, eu amo o Léo, mas eu odiava ele!". Grandes amigos atualmente, a revelação surpreendeu o próprio Leonardo. "Eu não sabia disso!", diz, gargalhando.

Mas Léo também era alvo de outra birra, vinda da Jussara: "Ele não lia os roteiros! A gente deixava os roteiros escondidos nos equipamentos e ele pegava, filho da mãe, e decorava rapidinho!".

Sobre o clima nas gravações, Murilo explica: "Éramos como irmãos convivendo". E Danielle concorda: "O 'bullying' que eu sofria de vocês era o que eu sofria do meu irmão mais velho mesmo".

Veja a íntegra do 'Oi, Sumido: TV Cruj'