PUBLICIDADE
Topo

Cassia Kis diz que morte da mãe a transformou: 'Batizei filhos abortados'

Cassia Kis como Haia em "Desalma"
Cassia Kis como Haia em "Desalma"
Divulgação/Globo

Mari Monts

De Splash, em São Paulo

22/10/2020 12h00

Cassia Kis, que estreia hoje na série "Desalma", do Globoplay, revelou na entrevista da divulgação da trama que sua mãe morreu há dois meses, durante a pandemia do coronavírus. Ela não contou a causa da morte, mas disse que o episódio a transformou profundamente.

"Afinal, o que é a vida?"

A atriz, de 63 anos, disse que fez uma reflexão sobre a partida de sua mãe e que esse momento de dor provocou nela uma evolução interna. Foi assim que decidiu batizar dois filhos abortados.

Continua depois da publicidade

Me fez refletir sobre um aborto que fiz. Eu não tenho quatro filhos, eu tenho seis.

O primeiro aborto foi provocado, segundo Cassia, e aconteceu quando ela tinha 30 anos. Já o segundo foi espontâneo. Os dois episódios, de acordo com a atriz, mexeram muito com ela. Mas a morte da mãe foi decisiva para que ela encarasse dor e mágoas passadas.

Eu batizei esses meus dois primeiros filhos. Decidi incluí-los na minha vida. São duas energias e duas luzes, que quiseram entrar na minha vida e eu não deixei. Esse foi o significado da partida da minha mãe. Eu comecei a enxergar a vida de outro jeito.

HAIA - Divulgação/Globo - Divulgação/Globo
Cassia Kis como Haia em "Desalma"
Imagem: Divulgação/Globo
Continua depois da publicidade

Em "Desalma", Cassia vive a bruxa Haia, que também passa pelo luto após o desaparecimento, há 30 anos, da filha Halyne, papel de Anna Melo. Haia usa o sobrenatural para tentar remediar o que é irremediável.

Sobre seu papel na série, a atriz disse gostar de ter a bruxa como referência para trabalhar.

Ela traz força, solidão, dor e maldade. Ou também não.