PUBLICIDADE
Topo

Paris diz que passou por escola de mudança de comportamento e sofreu abusos

Paris Jackson
Paris Jackson
Reprodução

De Splash, em São Paulo

03/10/2020 09h47

Filha mais velha de Michael Jackson, Paris Jackson revelou que já foi diagnosticada com transtorno de estresse pós-traumático após sofrer abusos na adolescência, na época em que frequentou por quase dois anos uma instituição educacional que visa mudança de comportamento, um modelo comum nos EUA.

Continua depois da publicidade

Usando seus stories, a cantora disse que, após a experiência, passou a ter pesadelos frequentes e sérios problemas de confiança. Os posts prestavam solidariedade a socialite Paris Hilton, que viveu uma situação semelhante na Provo Canyon School, na cidade de Utah.

A filha de Michael também divulgou uma petição criada pela xará pedindo o fechamento da escola e que já passou de 83 mil assinaturas, além de aderir a campanha #BreakingCodeSilence. O movimento é organizado por ex-alunos de escolas de modificação de comportamento que dizem ter sofrido abusos.

O caso de Paris Hilton ganhou repercussão mundial após o lançamento do documentário 'This is Paris'. O filme revela que, aos 16 anos, ela foi abusada, forçada a usar drogas e a ficar despida na Provo Canyon School, onde também foi colocada em uma espécie de solitária.

Continua depois da publicidade

Aliás, Paris Hilton falou sobre isso em entrevista a Splash, dizendo que as revelações a fizeram tirar um peso de seus ombros

Não é a primeira vez que Paris Jackson abre o jogo sobre problemas psicológicos, de distúrbios alimentares até a automutilação. Em entrevista ao The Independent este ano, revelou que já tentou se matar várias vezes e que a dor física muitas vezes se torna "uma distração para a dor emocional".

Autoagressão era uma delas, tatuagens era uma delas e então havia isso e também era uma distração da dor emocional e se transferindo para a dor física e a necessidade de controle.
Paris Jackson