PUBLICIDADE
Topo

Meghan Markle e príncipe Harry pedem fim do 'racismo estrutural'

Príncipe Harry e Meghan Markle vivem na cidade de Santa Bárbara, na Califórnia (EUA)
Príncipe Harry e Meghan Markle vivem na cidade de Santa Bárbara, na Califórnia (EUA)
Reprodução/Instagram

De Splash, em São Paulo

01/10/2020 14h17

Meghan Markle e o príncipe Harry se manifestaram contra o racismo durante a primeira entrevista no Reino Unido depois de abrirem mão dos privilégios como membros da família real britânica.

Continua depois da publicidade

Ao "Evening Standard", Harry falou sobre seu "despertar" para a falta de oportunidades para pessoas negras desde quando conheceu Meghan.

Eu não estava ciente de tantos problemas, tantos deles dentro do Reino Unido e também globalmente. Achei que sim, mas não.

Quando você entra em uma loja com seus filhos e só vê bonecas brancas, você pensa: 'Isso é estranho, não tem uma boneca preta lá?'. Eu uso isso apenas como exemplo de que nem sempre os brancos têm consciência de como deve ser para alguém de pele diferente, de pele negra, estar na mesma situação.

O assunto foi abordado durante a entrevista porque em outubro é celebrado o mês da História Negra no Reino Unido.

Confira a entrevista completa, em inglês:

Continua depois da publicidade

Além da conversa, Meghan Markle e Harry também escreveram um artigo para o jornal.

Enquanto existir o racismo estrutural, haverá gerações de jovens negros que não começarão suas vidas com a mesma igualdade de oportunidades que seus pares brancos. E enquanto isso continuar, o potencial inexplorado nunca será realizado.

O casal anunciou o afastamento do núcleo da família real britânica em janeiro deste ano. Os pais do pequeno Archie, de 8 meses, vivem uma casa na cidade de Santa Bárbara, na Califórnia (EUA).