PUBLICIDADE
Topo

Netflix defende série de criadores de GoT após senadores condenarem projeto

Os produtores de 'Game of Thrones',  David Benioff e D. B. Weiss
Os produtores de 'Game of Thrones', David Benioff e D. B. Weiss
Divulgação

De Splash, em São Paulo

29/09/2020 08h43

A nova série dos criadores de "Game of Thrones" na Netflix virou motivo de polêmica por causa de declarações do autor do livro em que foi inspirada. O criador de "O Problema dos Três Corpos", Cixin Liu, deu entrevista defendendo os campos de concentração de muçulmanos mantidos pelo governo chinês.

Cixin Liu fala durante convenção de ficção científica em Beijing (China), em 2019 - VCG via Getty Images - VCG via Getty Images
Cixin Liu fala durante convenção de ficção científica em Beijing (China), em 2019
Imagem: VCG via Getty Images
Continua depois da publicidade

Liu rebateu a uma pergunta do New Yorker sobre os campos de concentração questionando ao repórter se "ele preferia que essas pessoas estivessem por aí matando os outros em ataques terroristas". Em resposta, um grupo de senadores enviou uma carta pedindo à Netflix para "repensar" a adaptação.

Na face de atrocidades como as que ocorrem nesses campos, companhias não podem mais tomar decisões de complacência, apenas de cumplicidade. A Netflix deveria reconsiderar seriamente as consequências de dar uma plataforma ao sr. Liu." Carta de senadores à Netflix

Ted Sarandos Netflix - Neilson Barnard/Getty Images - Neilson Barnard/Getty Images
Ted Sarandos, chefe de conteúdo da Netflix
Imagem: Neilson Barnard/Getty Images

Respondendo às críticas, a plataforma de streaming disse que não concorda com as opiniões de Liu sobre os campos de concentração, e afirmou que ele não está envolvido na produção, que ainda não tem data de estreia definida.

O Sr. Liu é autor dos livros, não criador da série. Os comentários do Sr. Liu não refletem as opiniões da Netflix, ou dos criadores da série, e não são parte da trama ou dos temas da história." Netflix responde carta de senadores

Continua depois da publicidade

A resposta da plataforma ainda termina afirmando que a Netflix "julga cada projeto proposto por seu time criativo nos méritos próprios". A carta vem com a assinatura de Dean Garfield, vice-presidente de políticas públicas globais da empresa.