PUBLICIDADE
Topo

K-pop: SuperM quer vir ao Brasil para comer coxinha e tocar 'Tiger Inside'

O grupo SuperM
O grupo SuperM
Divulgação

Leonardo Rodrigues

De Splash, em São Paulo

25/09/2020 04h00

Você ama k-pop, gosta do SuperM e quer saber mais sobre este supergrupo que mal conhece e já considera pacas? Seus problemas acabaram. Com uma forcinha da gravadora Universal, nós conseguimos uma entrevista exclusiva com os integrantes, feita a partir de dez perguntas enviadas por fãs brasileiros.

E, olha, descobrimos algumas coisas bem interessantes nesse papo com os VINGADORES DO K-POP, que hoje lançam disco novo, o aguardado 'Super One'.

Confira aí abaixo.

Continua depois da publicidade

Mark, quais são os maiores desafios para você em fazer parte de um supergrupo tão diferente de seus outros projetos? Que futuro você imagina para o SuperM? (@SuperMsubBR)

O maior é sempre querer dar o melhor, em ambos os grupos. Então me certifico de trazer minhas melhores habilidades para o primeiro plano, seja no SuperM ou no NCT 127. Para SuperM quero elevar tudo a outro nível. Fazer shows maiores, melhores ou de forma diferente.
Mark

Lucas, as músicas 'Tiger Inside' e '100' têm estilos diferentes. Qual você mais gostaria de tocar em um futuro show no Brasil? E que estilo de dança típica você gostaria de aprender? (@ShineBrazilBR)

Quando estiver no Brasil, definitivamente quero apresentar 'Tiger Inside' no palco. Acho que essa música combina com o fervor e a energia do Brasil. Quanto a um novo estilo de dança, gostaria de aprender krumping [dança de rua americana].
Lucas

Continua depois da publicidade

Esta dança aqui


Vocês conhecem comida tradicional brasileira? Já tiveram oportunidade de experimentar ou gostariam? Por favor, digam 'oi' para os fãs brasileiros! (@EXOPlanetBR)

Nunca experimentei comida brasileira, mas sempre quis comer coxinha. E, para nossos fãs no Brasil, 'olá!'. Espero que todos estejam com saúde. Mal posso esperar para conhecê-los em breve!
Ten

Calma, que uma hora essa turnê chega por aqui, gente!

Baekhyun, como os integrantes se sentem quando você está com o SuperM? E o quanto é diferente estar com seus outros grupos? (@l0ngflight)

Continua depois da publicidade

Quando estou com o Exo, me sinto como um irmão mais novo, porque há membros mais velhos que eu. Mas com o SuperM todos são mais jovens. Então me sinto como um 'pai'. Alguém que cuida dos integrantes.
Baekhyun, que se sente 'paizão' aos 28 anos

Qual é a principal diferença entre promover o grupo na Coreia do Sul e no restante do mundo? (@lalyehet)

Não tem muita diferença. Graças à tecnologia, não há barreira entre países. Não importa onde estejamos, sempre damos tudo de nós. Quando estamos na Coreia, é mais conveniente em termos de idioma, mas nossa visão continua a mesma. Sempre queremos manter contato com fãs e nos aproximar deles.
Taemin

Continua depois da publicidade

Kai, você tem algum desejo que gostaria de realizar como grupo? (@Royalbaekh)

Esperamos que muitas pessoas em todo o mundo descubram e conheçam o SuperM. Estamos muito felizes e gratos por ter fãs no Brasil. Recebemos muito amor e apoio deles. Nosso sonho é nos apresentar no palco para nossos fãs brasileiros.
Kai

Taeyong, como você recebeu o convite para entrar no SuperM? (@Softedotae)

Ainda parece meio surreal ser membro do SuperM. Ainda não consigo acreditar às vezes. Mas isso só me faz querer trabalhar mais!
Taeyong

Continua depois da publicidade

Mark, como foi gravar o primeiro álbum completo ao mesmo tempo que gravava com outros projetos? (@Yutsluv)

Gravar o primeiro EP ano passado deu só uma sensação do que é gravar junto como grupo. Agora gravamos um álbum completo de fato. O NCT 127 também voltou este ano. Então foi muito corrido para todos nós. Mas continuamos nos incentivando. Ficamos empolgados com o disco e foi muito legal gravá-lo.
Mark

Lucas, há algum conceito artístico do k-pop que você ainda deseja experimentar? (@Fernandadocile)

Continua depois da publicidade

Gostaria de experimentar um conceito sofisticado. Um conceito vintage de príncipe seria legal.
Lucas

O Kai já experimentou

Kai - Nate Pann - Nate Pann
Kai
Imagem: Nate Pann

Que lições vocês aprenderam com todo esse período juntos? (@Lary_says)

Aprendi muito sobre estar no palco com o SuperM. Quando estávamos em turnê, integrantes mais antigos me deram muitas dicas que me fizeram crescer como artista. Também pude vivenciar diferentes culturas e percebi que, no final, as pessoas são todas iguais e compartilham das mesmas emoções.
Ten