PUBLICIDADE
Topo

Solteira há oito anos, Elba Ramalho brinca que 'sempre foi namoradeira'

Elba Ramalho está trabalhando em seu novo álbum
Elba Ramalho está trabalhando em seu novo álbum
Antonio Chahestian/Record TV

De Splash, em São Paulo

24/09/2020 10h37

Aos 69 anos, Elba Ramalho contou que "sempre foi namoradeira", mas que agora está há "oito anos que estou sem namorar". Apesar disso, a cantora disse, em entrevista ao O Globo, que não está fechada para novas experiências.

Estou dando um tempo de homem. Quando a gente descobre quem somos sós, temos que exercer a liberdade sem interferências. Está sendo positivo esse tempo sozinha. Tem uns oito anos que estou sem namorar.

Continua depois da publicidade

Aprofundei minha espiritualidade, viajei o mundo, canalizei minha energia para a família, os amigos.

Com 40 anos de carreira, Elba aproveitou a quarentena para fazer o 39º álbum de sua discografia. A inspiração para o novo trabalho foi o nascimento de sua neta, Esmeralda. A bebê, de cinco meses, é filha de Luã, que também produz o projeto.

Luã fez o técnico de som ouvir todos os meus discos. Conhece meus registros de voz, é perfeccionista, exímio violonista e se formou em produção. É bom trabalhar com jovens, trazem informação. Aprendo, não acho que sei tudo.

Continua depois da publicidade

"Eu e vocês" foi gravado no estúdio de Elba e terá 12 faixas, que serão lançadas em forma de singles, quinzenalmente. Até agora, já chegaram "Maçã do rosto" e "Ainda tenho asas". No próximo dia 2, ela lança uma versão de "Felicidade", de Marcelo Jeneci e Chico César.

Além do disco, a cantora também está se dedicando a escrever um livro que mistura biografia e suas experiências místicas.

Vou contar melhor em um livro sobre as experiências místicas que Nossa Senhora me deu. Não posso dizer "sou uma vidente que vê Nossa Senhora". Cada pessoa tem um encontro com Deus, quando quer e busca. Busquei tanto, que tive meu encontro pessoal com Deus através dela.

Continua depois da publicidade

No livro, vou misturar biografia e o que vivenciei com o céu. Vamos ver como vou contar, porque hoje julgam tanto... Estão com o dedo apontado para o outro. Não sei se conseguirei falar tudo.